MENU

25/02/2022 às 19h59min - Atualizada em 25/02/2022 às 19h59min

Homens são presos em flagrante por estupro durante a “Operação Resguardo” no Maranhão

Um homem foi preso em flagrante na cidade de Arame e outro em Santa Helena

Por Assessoria/PC
Delegacia de Polícia Civil de Arame recebeu o preso - Foto: Divulgação
 
Dois homens foram presos nesta sexta-feira (25) pelo crime de estupro. As prisões foram feitas durante a Operação Resguardo, que visa combater crimes de violência praticados contra mulheres. Um homem foi preso em flagrante na cidade de Arame, a 295 km de Imperatriz, e o segundo suspeito na cidade de Santa Helena, a 550 km de Imperatriz.

Em Arame o homem foi preso em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável cometido contra uma criança de apenas 8 anos.

A Delegacia de Polícia Civil de Arame recebeu informações, através de mensagens texto, enviadas pela mãe da vítima. A mulher enviou imagens de peças de roupas sujas de sangue, denunciando o crime de estupro de vulnerável em uma aldeia.

De imediato, policiais civis, com apoio da Polícia Militar, se deslocaram até o local onde conseguiram prender o suspeito.

O preso foi apresentado na delegacia da cidade para ser submetido aos processos legais, posteriormente recambiado à Unidade Prisional da região ficando à disposição do Poder Judiciário.

A segunda prisão o homem é suspeito de estuprar uma adolescente de 14 anos, no Povoado Bom Jardim, em Santa Helena.

De acordo com as investigações, o homem convivia maritalmente, na condição de companheiro, com a menina em Santa Helena há, aproximadamente, 4 meses. As investigações tiveram início a partir de denúncias apontadas pelo Conselho Tutelar de Santa Helena a respeito do caso. Após as investigações, a Polícia Civil de Santa Helena intimou o suspeito a comparecer à delegacia, onde após suas declarações o homem foi preso em flagrante por confirmar os fatos investigados pela equipe de Santa Helena. O homem foi encaminhado ao presídio onde aguardará à disposição do Poder Judiciário.

Notícias Relacionadas »
Comentários »