MENU

23/02/2022 às 19h58min - Atualizada em 23/02/2022 às 19h58min

Projeto Canteiro Escola, parceria da Fumph, Sistema FIEMA e Sinduscon-MA, ganha patrocínio da Alumar/Alcoa Brasil

Iniciativa visa contribuir com a formação de profissionais para preservar prédios históricos de São Luís

Da Redação - Imprensa/FIEMA
Ao lado de gestores da Alumar e da diretoria da FIEMA, diretor da Alumar, Helder Teixeira assina termo de parceria do Canteiro Escola - Foto: Divulgação
  
SÃO LUÍS – Os representantes do projeto Canteiro Escola, iniciativa da Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph), Sistema FIEMA, via Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), e Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Maranhão (Sinduscon-MA), assinaram na última terça-feira, 22, termo de parceria com Alcoa Brasil/Alumar, que inclui o grupo multinacional como patrocinador do projeto. O Canteiro Escola tem o objetivo de capacitar mão-de-obra para a construção civil, visando a conservação dos bens culturais protegidos por lei, como a fachada do Mercado das Tulhas, primeira obra realizada pelo projeto.   

O documento foi assinado pelo presidente da Alcoa Brasil, Otávio Carvalheira, o diretor do Consórcio Alumar, Helder Teixeira, a presidente da Fumph, Kátia Bogéa, o vice-presidente executivo da FIEMA e presidente do Sinduscon-MA, Fábio Nahuz e o vice-presidente executivo da FIEMA, Celso Gonçalo. Na ocasião, também estiverem presentes o superintendente da FIEMA, César Miranda, a gerente de Relações Institucionais da Alumar, Dulce Soares, o supervisor de Sustentabilidade da Alumar, Flávio Lima, além do vice-presidente executivo da FIEMA, Benedito Mendes.  

O presidente da Alcoa Brasil, Otávio Carvalheira, agradeceu a oportunidade de participar do projeto e destacou a importância de preservar o Centro Histórico de São Luís. “Essa parceria público-privada tem um potencial de transformar toda essa riqueza que a gente vê aqui, combinando dois potenciais: as pessoas, que são os ludovicenses, e o sítio histórico, que por si só, já demonstra sua força.”      

O diretor da Alumar, Helder Teixeira, parabenizou a iniciativa das instituições parceiras do projeto de restauração dos prédios históricos de São Luís. “É um prazer participarmos desta parceria. Nós adotamos um casarão, também no Centro Histórico, e estamos nesse projeto de significante relevância, porque está resgatando a cidadania, formando pessoas que poderão ser destacadas para outros projetos e nossa intenção é de continuar cooperando e dando suporte nas novas etapas”, ressaltou.   

CANTEIRO RECUPERANDO A HISTÓRIA – O projeto é um dos instrumentos aplicados no âmbito do Programa de Reabilitação do Centro Histórico de São Luís e tem como um de seus pilares a formação de mão-de-obra para a construção civil, visando a conservação dos bens culturais protegidos por lei.  

 “Estamos, hoje, com essa visita da diretoria da Alumar e consideramos muito importante essa parceria. Quanto mais empresas estiverem engajadas nesse projeto, que é fruto de união de forças e importante para a cidade de São Luís, melhor será para a geração de renda e qualificação das pessoas”, enfatizou o presidente do Sinduscon-MA e vice-presidente executivo da FIEMA, Fábio Nahuz.  

 O vice-presidente executivo da FIEMA, Celso Gonçalo, frisou a função social do Canteiro Escola, além da preservação da cidade. “Além de ensinar e qualificar a mão de obra local, este projeto é de inclusão social, por promover a inserção de diversos jovens no mercado de trabalho”, destacou. 
 
 “São Luís é uma das poucas cidades do mundo que tem título de patrimônio mundial. Nós temos uma responsabilidade muito grande de cuidar desse Centro Histórico, que tem mais de 4 mil imóveis. A preservação só se faz com a ajuda de todos. Esse programa Canteiro Escola é muito bem pensando, porque é uma parceria do poder público da Prefeitura de São Luís com o Sistema FIEMA e as empresas parceiras, que têm responsabilidade social e estão apostando num programa de formação de mão de obra especializada para proteção desse patrimônio, que ao receber uma capacitação de 400h pelo SENAI, está apta para esse trabalho”, destacou a presidente da Fumph, Kátia Bogéa.  

 Vale ressaltar que o projeto capacitou, nesta primeira turma, 36 alunos nos cursos de Pedreiro de Revestimento e Pintor de Obras Imobiliárias, com carga horária de 400h e bolsa auxílio no valor de R$ 300,00 (trezentos reais), além de alimentação, transporte e fardamento.  

 A partir de agora, o Consórcio Alumar, que é uma das mantenedoras do Programa de Desenvolvimento de Fornecedores do Maranhão (PDF Maranhão), da FIEMA, e passa a ser mais uma parceira do Canteiro Escola, iniciativa que vai contribuir com a formação de profissionais nessa missão de preservar memórias do passado para uma geração futura.  

O Consórcio de Alumínio do Maranhão - Alumar é um dos maiores complexos industriais de produção de alumina e alumínio do mundo. Inaugurado em 1984, é formado pelas empresas Alcoa, Rio Tinto e South32 e desempenha um papel importante no Maranhão. Cerca de 90% de seus colaboradores são maranhenses, além de contar com centenas de fornecedores locais. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »