MENU

13/02/2022 às 14h11min - Atualizada em 13/02/2022 às 14h11min

Homem que tentou matar a ex-namorada em via pública é preso pela Polícia Civil em Palmeirópolis

Autor teria se enfurecido após a vítima pedir para que o agressor parasse com uma brincadeira de mau gosto

Rogério de Oliveira - DICOM SSP TO
Caso chamou a atenção da população da pequena cidade do sul do estado - Foto: DICOM SSP TO
  
Um homem de 40 anos, suspeito de tentar matar a ex-namorada a golpes de canivete, em uma Avenida da cidade de São Salvador do Tocantins na noite do último dia 30 de janeiro, foi preso pela Polícia Civil do Tocantins (PC-TO). A ação foi realizada pela 7ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Gurupi (7ª DRPC), com apoio de agentes da 96ª Delegacia de Palmeirópolis (96ª DP).

Coordenada pelo delegado-regional, titular da 7ª DRPC, Joadelson Rodrigues Albuquerque, a ação que resultou na prisão do indivíduo faz parte da operação 'Resguardo', que é de iniciativa do Ministério da Justiça e Segurança Pública e está sendo realizada em todo o Brasil. A operação nacional conta com o apoio da Polícia Civil do Tocantins e visa combater toda e qualquer modalidade de violência praticada contra a mulher.

De acordo com o delegado Joadelson, após tomar conhecimento de um crime de feminicídio tentado, praticado contra uma jovem de 23 anos, no município de São Salvador, policiais civis intensificaram as diligências e investigações e conseguiram localizar o principal suspeito pelo crime.

Por volta das 10h30 da manhã desta quinta-feira, 10, os agentes encontraram o investigado, que estava em via pública na cidade de Palmeirópolis e efetuaram a prisão do mesmo, mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva. Conduzido até a sede da 96 DP, o homem confessou a agressão, mas disse não se lembrar dos fatos, porque estaria embriagado.

O indivíduo também afirmou que o crime teria sido praticado por ciúmes de sua então namorada. O preso foi encaminhado à Casa de Prisão Provisória de Gurupi, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

O crime

Conforme as investigações da Polícia Civil, no dia do crime o suspeito estava com a sua ex-namorada, quando em determinado momento, passou a desferir pequenos tapas nas costas da vítima, como forma de brincadeira. A vítima então pediu para que o homem parasse com a brincadeira e desceu da motocicleta do indivíduo.

Tomado pela raiva, o indivíduo passou a perseguir a vítima com a moto até que a derrubou no chão, sacou um canivete e desferiu três golpes que atingiram o pescoço e a garganta da mulher. Mesmo ferida a vítima correu pedindo ajuda e buscou refúgio na residência da mãe do agressor que mora nas proximidades do local do crime.

O investigado foi atrás da vítima com o objetivo de terminar de praticar o crime. No entanto, acabou desistindo, uma vez que sua mãe lhe disse que a vítima havia ido embora e iria denunciá-lo. A mulher então foi socorrida pelo irmão do agressor que a levou para o hospital municipal, onde ela foi medicada e precisou levar pontos na garganta. Após receber alta, ela foi até a delegacia e denunciou o ex-namorado.

O homem já tinha passagens pela polícia por outros crimes. “Percebe-se a audácia do cidadão que, do nada, se enfureceu e golpeou a ex-namorada apenas por ter sido advertido para que parasse com uma brincadeira de mal gosto. Mesmo com testemunhas ao redor, o homem não se importou e por muito pouco não tirou a vida de uma jovem de apenas 23 anos”, disse a autoridade policial.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »