MENU

23/01/2022 às 18h51min - Atualizada em 23/01/2022 às 18h51min

Cearense envolvido em tráfico interestadual e alvo de operação em Mato Grosso Sul é preso pela PC-CE em Caucaia

Ascom/PC-CE
Foto: Divulgação Ascom/PC-CE

Caucaia/CE - Trocas de informações entre as Polícias Civil do Ceará (PC-CE) e do Mato Grosso do resultaram, nessa quarta-feira (19), na localização e prisão de um cearense que se encontrava foragido de uma operação em combate ao tráfico interestadual de drogas oriunda de Mato Grosso do Sul (MS). Segundo as investigações, o alvo é apontado como um dos principais suspeitos na distribuição de drogas em Fortaleza.

Gabriel de Abreu Vieira (33), natural da Caucaia, foi preso mediante cumprimento de mandado de prisão preventiva pelo crime de tráfico de drogas. Ele e seu pai eram alvos de uma operação deflagrada em 2017 quando, na época, foram flagrados em posse de entorpecentes. Os homens tentavam entrar na capital cearense com drogas. Desde que foram alvos dos trabalhos policiais do MS, os policiais civis de lá buscavam informações sobre ele, que possui um mandado em aberto oriundo do Poder Judiciário do Mato Grosso do Sul.

Após equipes da Delegacia de Narcóticos (Denarc) receberem a informação que Gabriel estaria no Ceará, os policiais civis lograram êxito na localização dele. Gabriel foi capturado na noite dessa quarta-feira, na praia da Tabuba, em Caucaia. Ele, que não reagiu ao trabalho policial, foi conduzido à sede Denarc, onde a decisão judicial em seu desfavor foi cumprida. Agora ele se encontra à disposição do Poder Judiciário.

 

Denúncias

A Denarc conta com canais de comunicação direta de denúncias por meio dos quais a população pode compartilhar informações que tenha conhecimento acerca do tráfico de drogas no Ceará. As informações podem ser repassadas pelo número da Denarc: (85) 3472-1560, que é WhatsApp, por onde podem ser enviadas mensagens de texto, áudio, além de imagens e vídeos.

As denúncias também podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. O sigilo e o anonimato são garantidos.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...