MENU

18/01/2022 às 18h42min - Atualizada em 18/01/2022 às 18h42min

Filho da vice-prefeita de Poção de Pedras e amigo são assassinados em Peritoró

Os executores são dois homens que estavam em uma motocicleta e o crime pode ter sido por encomenda

Por Dema de Oliveira
Lael Filho foi atingido por vários tiros e morreu na hora - Fotos: Divulgação/Redes Sociais
 
No começo da tarde desta terça-feira (18), um duplo homicídio foi registrado no distrito de Independência, zona rural de Peritoró/MA. Uma dupla usando capacetes em uma moto vermelha fazia acompanhamento de uma camionete Hilux vermelha na MA-122. No momento em que o veículo reduziu a velocidade para passar em um quebra-molas, a dupla se aproximou e abriu fogo contra os dois ocupantes que estavam nos bancos da frente.

O motorista, identificado como Lael Filho, e um funcionário de sua família, conhecido por Zidane, foram atingidos por vários tiros a queima-roupa. A camionete ficou desgovernada, saiu da pista e parou depois de colidir na frente de uma residência. 

No banco traseiro da camionete estava a avó de Lael Filho. A idosa, de nome não informado, não foi ferida e saiu do carro bastante transtornada, pedindo ajuda para o neto e Zidane. “Salvem meu neto, esse outro trabalha pra mim há anos e tenho como um filho”, dizia ela pedindo socorro para os populares que cercaram o veículo em Independência.

Lael Filho também era Educador Físico, filho de Adailza Brandão (PDT), atual vice-prefeita de Poção de Pedras. O pai dele, Lael Bezerra, já foi vice-prefeito (2009-2012), vereador e presidente da Câmara daquele município. Os moradores do município de Poção de Pedras receberam a notícia com assombro e consternação; estão completamente alarmados com os assassinatos, ninguém esperava que jovens com bons antecedentes viessem a ser vítimas de um crime brutal dessa natureza.

A guarnição da Polícia Militar esteve no local realizando procedimentos e diligências. O delegado de Peritoró também esteve no distrito fazendo os primeiros levantamentos. A motivação do crime é desconhecida. A investigação buscará identificar autores, possíveis mandantes, e as causas da ação criminosa; existem fortes indícios de crime de encomenda, uma vez que nada foi levado das vítimas. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...