MENU

14/01/2022 às 19h50min - Atualizada em 14/01/2022 às 19h50min

Prefeitura e Governo alinham ações para atender às famílias impactadas pela cheia do rio Tocantins

Parceria visa doação de caminhões para ajudar na logística das pessoas afetadas e de madeira serrada para ajudar na recuperação de casas danificadas pelas águas

por Léo Costa - Ascom
Momento em que Semmarh, Defesa Civil e Sema alinhavam as ações - Foto: Léo Costa
 
Em reunião realizada na manhã desta sexta-feira (14), a Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semmarh), Superintendência Municipal de Proteção e Defesa Civil (Sumpdec), e Governo do Maranhão, através da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema), alinharam ações que visam atender às famílias impactadas pelas enchentes do rio Tocantins. O encontro foi realizado no Complexo Administrativo Doutor Carlos Gomes de Amorim.

“Essa parceria, Estado e Município, vem reforçar os trabalhos que já estão sendo desenvolvidos pela Prefeitura em prol das famílias atingidas pelas enchentes. Pelo que ficou acordado serão doações de caminhões para ajudar na logística dessas famílias e a madeira serrada para ajudar na recuperação de casas danificadas pelas águas. Em relação aos números a Sema está fazendo um levantamento de quantos veículos serão disponibilizados e a metragem de madeira apreendida para doação. A Secretaria de Estado de Meio Ambiente já é uma parceira da Semmarh em diversas ações”, destacou a secretária de Meio Ambiente, Rosa Arruda.  

De acordo com o secretário de Estado de Meio Ambiente, Diego Fernando Mendes Rolim, o Governo Estadual postula dá todo o suporte às prefeituras, em especial a população que está padecendo com as enchentes. 

“Estamos alinhando com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Superintendência da Defesa Civil sobre ceder para as ações do município alguns caminhões que foram apreendidos pela Polícia Rodoviária com carregamento ilegal de madeira e suas respectivas cargas. Existe um alinhamento da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, IBAMA, Ministério Público Federal e a Polícia Rodoviária Federal para que possamos dá assistência às famílias que estão desabrigadas”, disse Diego Rolim.

Para o superintendente municipal da Defesa Civil, Josiano Galvão, “essa união de forças é de suma importância para que possamos reforçar ainda mais as ações de ajuda as famílias que estão sendo forçada a deixar seus lares por conta do grande volume de água no rio Tocantins”, enfatizou Josiano Galvão.

Segundos dados, atualizados às 18 horas de quinta-feira (13), pela Superintendência da Defesa Civil e secretarias municipais de Desenvolvimento Social (Sedes) e Governo e Projetos Estratégicos (Segov), o número de famílias desabrigadas e desalojadas é 279 com um total de pessoas impactadas de aproximadamente 1.389, considerando número de pessoas em abrigos e em casa de familiares.  O volume de água é de 10.75 metros acima no nível normal com 18.000 metros de vazão.

Atendidos pela prefeitura: 176 famílias, totalizando 597 pessoas.

Escola Tiradentes: 23 famílias, 66 pessoas

Igreja São Sebastião: 37 famílias na quadra, 145 pessoas.

Quadra Caema: 41 famílias, 154 pessoas

Parque de Exposições: 25 famílias, 74 pessoas

Escola Governador Archer: 26 famílias, 71 pessoas

 Igreja Nova Vida - Bacuri: 07 famílias, 22 pessoas. 

 Igreja Cristo Salvador: 03 famílias, 15 pessoas   

Escola Frei Manoel Procópio: 14 famílias, 50 pessoas. 
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...