MENU

12/01/2022 às 19h42min - Atualizada em 12/01/2022 às 19h42min

Polícia Civil divulga fotos e nomes de foragidos da Justiça suspeitos de envolvimento na morte de escrivão da PC-CE em Caucaia

Da Redação
Ascom-PC/CE
  
Dando continuidade nas diligências para localizar os suspeitos de envolvimento na morte do escrivão da PC-CE, Edson Silva Macedo (41), ocorrida no último sábado (8), em Caucaia – Área Integrada de Segurança 11 (AIS 11) do Ceará, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) divulga as fotos e nomes de três adultos envolvidos na ação criminosa que ceifou a vida do policial civil.

Os alvos foram identificados como Carlos Roberto Oliveira da Silva (18) conhecido como “Fazendeiro”; Edvan da Silva Rodrigues (21), conhecido como “Van” e Elias Carvalho da Silva Matos (23). Além dos três adultos, a Polícia procura por um adolescente de 17 anos também com envolvimento no crime.

Divulgação Ascom-PC/CE

 

Suspeito preso no domingo tem prisão temporária decretada

Na manhã desta terça-feira (11), um mandado de prisão temporária em desfavor de Michael da Costa Queiroz (19), vulgo Maikin, suspeito de participar da morte do escrivão da PC-CE, Edson Macedo, ocorrida no último sábado (08), em Caucaia.

O suspeito havia sido preso no último domingo (09) e, na segunda-feira (10), passou por audiência de custódia, onde foi relaxada sua prisão. Entretanto, com base em novas provas investigativas, foi solicitada a prisão temporária, sendo analisada pelo juiz que decretou prisão do suspeito. No final da manhã de hoje, ele foi conduzido da sede da Delegacia de Capturas e Polinter (Decap) para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde o mandado foi cumprido e ele será reinquirido. Equipes da PC-CE mantém diligências em busca dos demais suspeitos já identificados.

 

Canais de denúncias

A Polícia Civil reitera que a população pode contribuir com as investigações informando o paradeiro dos suspeitos. As informações podem ser repassada para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. O sigilo e o anonimato são garantidos.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...