MENU

30/12/2021 às 18h50min - Atualizada em 30/12/2021 às 18h50min

Hidrogênio Verde é tema de reunião do GT Pensar o Maranhão da FIEMA

Coordenadoria de Comunicação e Eventos do Sistema FIEMA
Edilson Baldez destacou a importância do tema para o Maranhão - Foto: Divulgação
 
SÃO LUÍS – O presidente da FIEMA, Edilson Baldez das Neves, juntamente com o vice-presidente executivo e coordenador do GT Pensar o Maranhão, Luiz Fernando Renner participaram na manhã de hoje (29/12) na Casa da Indústria de uma reunião de trabalho com um grupo de professores universitários, de forma voluntária, capitaneados pelo ex-governador e diretor da EMAP, José Reinaldo Tavares.  

Na pauta, a apresentação de um projeto piloto de Hub de Hidrogênio Verde e planta acoplada de produção de Amônia, com o objetivo de contribuir com a produção de hidrogênio verde no Maranhão, visando o desenvolvimento sustentável e econômico.  

Para o ex-governador do Maranhão e diretor da EMAP, José Reinaldo Tavares o momento é de podermos contribuir com o Estado nesse momento. “Creio que podemos colocar essa pauta em discussão no GT Pensar o Maranhão e promover debates com todos os agentes envolvidos diante da dimensão do tema”.  

“O projeto consiste em construir uma planta piloto de hidrogênio verde com uma planta acoplada de produção de amônia verde localizada no Porto do Itaqui, em um sistema híbrido de energia renovável eólica onshore e solar fotovoltaica para a geração de eletricidade necessária para a plantas piloto de hidrogênio verde e de produção de amônia verde, aplicando as  tecnologias mais recentes e critérios de gestão de inovação no desenvolvimento e construção das plantas piloto de produção de hidrogênio verde e amônia verde propostas, além de formar recursos humanos”, destacou o professor e doutor em Química Analítica pela Universidade de São Paulo, Ulisses Magalhães Nascimento. 

“Esperamos discutir o tema em um seminário em fevereiro sobre energia renovável, onde possamos discutir a energia eólica, solar, hidrogênio verde e demais importantes inclusive sabendo dos demais estados do Nordeste as ações que estão fazendo,” destacou o presidente da FIEMA, Edilson Baldez das Neves. 

A reunião contou com a presença dos professores Allan Kardec, Jaciene Cardoso, Tatiana Soares e Ulisses Nascimento, além do superintendente da FIEMA, Cesar Miranda, do superintendente corporativo do Sistema FIEMA e diretor regional interino do SENAI, Marcus Vinicius Chaves, do coordenador de Ações Estratégicas da FIEMA, José Henrique Polary e de Geraldo Carvalho, da SEPE.  

“Parabenizo o grupo pelo trabalho que é excelente. Foi elaborado também pela Associação Nordeste Forte que é o marco eólico do Nordeste, que tiveram suas premissas discutidas em grupo. Temos estrutura, capacidade técnica e viabilidade econômica de viabilizar um projeto desses, mas antes disso, precisamos criar um arcabouço de informações consistentes e balizadas pelo Governo que o Maranhão está de portas abertas para esse tipo de investimento, como que aconteceu no Ceará”, ressaltou o vice-presidente executivo da FIEMA e coordenador do GT Pensar o Maranhão, Luiz Fernando Renner.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...