MENU

25/09/2020 às 00h00min - Atualizada em 25/09/2020 às 00h00min

Condé não gostou do desempenho do Sampaio Corrêa diante do Moto

Clássico com os rubro-negros terminou empatado no primeiro duelo da final do Maranhense nesta quarta, no Castelão

Afonso Diniz
Lucas Almeida/L17 Comunicação - Foto: Lucas Almeida/L17 Comunicação
São Luís - O técnico do Sampaio, Léo Condé, não gostou muito do que viu na atuação do time na noite desta quarta-feira, no primeiro confronto da final do Maranhense 2020, contra o Moto, no Castelão.

Segundo ele, o time teve produção bem abaixo do que se esperava para uma decisão de título estadual e cita viagem no fim de semana como um dos motivos para o empate em 0 a 0 entre os times.

“Esperávamos que nossa equipe pudesse produzir um pouco mais. Eu acho que hoje, muito em razão do desgaste das duas equipes, por conta das viagens que foram feitas e da correria que foram os jogos para os times no final de semana, atrapalhou um pouco o espetáculo do jogo”, avaliou.

Apesar da avaliação, o treinador afirma que o Tubarão, ainda sim, teve um volume maior que o adversário. Condé também se mostrou bem chateado com a expulsão de Daniel Felipe, no lance com Jeorge Hamilton, na segunda etapa. No entanto, reforçou as críticas ao setor de meio”, campo e ataque do Tricolor.

“Conseguimos ter um volume bom, só faltou um capricho maior na penúltima bola. Fico chateado com a expulsão do Daniel Felipe, mas o setor defensivo continuou reagindo bem. Nosso setor de meio, em termos de marcação foi 

bem, mas bem abaixo na produção. A linha de frente também não estava em um dia bom. Vamos avaliar o jogo e reorganizar para a partida de sábado
Sampaio volta a duelar com o Moto na disputa do título maranhense neste sábado (26). A partida está marcada para às 19h, no Castelão.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...