MENU

20/12/2021 às 20h58min - Atualizada em 20/12/2021 às 20h58min

Joaquim Quinta morre aos 88 anos

Legado é de obras estruturantes como o Aeroporto, o Mercado Municipal e as avenidas Santos Dumont e Cônego João Lima, esta, via principal de Araguaína

Da Assessoria
Ex-prefeito Joaquim de Lima Quinta - Foto: Divulgação
 
Internado em Goiânia (Instituto do Rim de Goiânia-IRG) desde o dia 11 de setembro por causa de uma insuficiência respiratória, faleceu na madrugada desta segunda-feira (20) aos 88 anos, o ex-prefeito de Araguaína Joaquim de Lima Quinta. Ele deixa um legado de importantes obras estruturantes construídas na cidade durante suas gestões, a exemplo da Avenida Cônego João Lima, a principal via do centro comercial.

Joaquim Quinta também foi o responsável pela construção dasavenidasCônego João Lima e Santos Dumont, Mercado Municipal e Aeroporto de Araguaína.

“Visionário, seu primeiro mandato foi fundamental para o desenvolvimento e estruturação de Araguaína tendo realizado diversas obras”, destacou o ex-prefeito Ronaldo Dimas (Podemos).

Trajetória Política

Prefeito eleito de Araguaína, Quinta assumiu o cargo em 31 de janeiro de 1977 e ficou até 31 de janeiro de 1983. O seu mandato foi de seis anos, devido à prorrogação dos mandatos de prefeitos em todo o país, após uma emenda constitucional.

No período de 02 de abril a 25 de novembro de 1990, ele foi nomeado interventor do município. Eleito pela segunda vez, assumiu o cargo de prefeito em 1º de janeiro de 1996, mas foi afastado em 20 de março do mesmo ano, depois de outra intervenção estadual.

Notas de Pesar

Autoridades lamentam o morte do ex-prefeito.

Com muito pesar, recebi a notícia do falecimento do ex- prefeito de Araguaína Joaquim de Lima Quinta, ocorrido na madrugada desta segunda-feira, 20. 

Joaquim Quinta, como era conhecido, foi prefeito de Araguaína. Antes já havia sido deputado estadual de Goiás. Joaquim Quinta deixa um legado de homem público dedicado e que trabalhou muito pelo desenvolvimento e crescimento de Araguaína e toda a região.

Neste momento de luto e pesar, clamo para que o Espírito Santo de Deus conceda o conforto e consolo aos familiares, amigos que, certamente, sentem a partida de Joaquim de Lima Quinta.

                  Wanderlei Barbosa | Governador do Estado do Tocantins
______________________

É com imenso pesar que a Prefeitura de Araguaína recebe a notícia do falecimento de Joaquim de Lima Quinta, nesta segunda-feira, 20, aos 88 anos, em decorrência de uma insuficiência respiratória. Ele estava internado no Instituto do Rim de Goiânia desde o dia 11 de dezembro.

Joaquim Quinta foi prefeito da cidade de Araguaína no final da década de 70 e início da década de 90, atuando também em outros cargos, como o de deputado estadual. Marcou um importante avanço para a cidade de Araguaína, com a construção de obras como o Mercado Municipal e o Aeroporto de Araguaína. Ele é pai de 4 filhos e deixa 12 netos e 24 bisnetos

Nossos sinceros sentimentos a todos os familiares e amigos, que Deus possa confortar a todos neste momento de dor.

Wagner Rodrigues Barros | Prefeito de Araguaína
______________________

É com imensa tristeza que recebi a notícia do falecimento de um dos grandes nomes da história de Araguaína. O ex-prefeito Joaquim de Lima Quinta faleceu nessa madrugada, 20/12, em Goiânia, aos 88 anos. Ele estava internado por causa de uma insuficiência respiratória. Joaquim Quinta deixa uma história rica com muita contribuição para o nosso estado. Foi prefeito de nossa cidade entre os anos de 1977 e 1982. Comandou ainda a prefeitura entre 1993 e 1996. Visionário, seu primeiro mandato foi fundamental para o desenvolvimento e estruturação de Araguaína tendo realizado diversas obras, estando entre as mais importantes a implantação das avenidas Santos Dumont e Conego João Lima, e a construção do aeroporto.

Sempre tive por ele muito respeito e admiração. Meus profundos sentimentos a todos os familiares e amigos.

Ronaldo Dimas | Presidente Estadual do Podemos
______________________

Com muita tristeza, tomei conhecimento do falecimento do fazendeiro, auditor fiscal aposentado e ex-prefeito de Araguaína Joaquim de Lima Quinta na madrugada desta segunda-feira, 20 de dezembro em Goiânia. Aos 88 anos, Joaquim Quinta morreu de insuficiência respiratória.

Patriarca de uma geração de pessoas com muitos serviços prestado em Araguaína e região, Joaquim de Lima Quinta foi prefeito de Araguaína entre 1977 e 1982 e também comandou a cidade entre 1993 a 1996.

Na sua segunda passagem à frente de Araguaína, ele teve um papel fundamental na estabilização política do município. Além disso, Joaquim Quinta tinha um grande espírito empreendedor e de gestão, que foi herdado pelas futuras gerações dele e até hoje fazem a diferença em Araguaína e no Estado.

Neste momento de profunda dor, desejo meus mais sinceros votos de força a todos os familiares e amigos.

Tiago Dimas | Deputado federal
______________________________

É com tristeza que recebemos na manhã desta segunda-feira (20) a notícia do falecimento do ex-prefeito de Araguaína, Joaquim de Lima Quinta. 

Em sua trajetória pública, Joaquim Quinta, deixou um legado de muito trabalho e diferencial na política. 
Foi gestor de Araguaína, político destacado do norte de Goiás, antes da criação do Estado e depois,  no Tocantins. 
Neste momento de profunda tristeza, pedimos a Deus que conforte  os familiares e amigos. 

Deputado estadual | Olyntho

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...