MENU

16/12/2021 às 19h22min - Atualizada em 16/12/2021 às 19h22min

Balanço de 2021 do PDF/FIEMA inclui novas estratégias de aproximação entre fornecedores e compradores

Programa que estimula negócios e qualifica empresas destacou a contratação de produtos e serviços de fornecedores locais por grandes empresas compradoras, mesmo em ano de pandemia

Coordenadoria de Comunicação e Eventos do Sistema FIEMA
Reunião do Conselho Gestor do PDF, na FIEMA - Fotos: Divulgação
 
SÃO LUÍS – A Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), Governo do Estado e as empresas Alumar, Eneva, Equatorial Energia, Solar Coca-Cola e Vale encerraram as atividades de 2021 do Programa de Desenvolvimento de Fornecedores (PDF), na última reunião do ano do Conselho Gestor do PDF, realizada na terça-feira, 14. Empresários que mantém e apoiam o programa, além de participantes do PDF, marcaram presença no evento, que destacou a realização de mais de R$ 19 milhões em negócios apenas entre empresas locais e entidades do Sistema S em 2021, resultado da retomada das suas licitações, fora a contratação de produtos e serviços com grandes empreendimentos e poder público. Apesar do ano de pandemia, que demandou do programa novas formas de aproximar as empresas fornecedoras dos grandes empreendimentos, principalmente com o uso da tecnologia, o balanço foi considerado positivo, com indicações de fornecedores locais das mais diversas atividades para empresas compradoras de todos os portes, oportunizando geração de emprego e renda e o início da retomada da economia.  

  “Quero dar as boas-vindas a vocês, que estão aqui, engrandecendo essa reunião ampliada do Conselho Gestor do PDF. Parabenizar a toda equipe, especialmente às empresas mantenedoras e apoiadoras, que acreditaram e continuam acreditando nesse programa, que iniciou com a ideia de preparar fornecedores para os mantenedores e que hoje, esse trabalho já se ampliou de tal forma, que a cada dia temos mais parceiros interessados em melhorar a qualidade dos fornecedores, não só para as mantenedoras, mas para outras empresas e também para o poder público”, disse o presidente da FIEMA, Edilson Baldez das Neves, que abriu a reunião com os empresários, seguido pela secretária-adjunta de Micro e Pequena Empresa da Secretaria da Indústria e Comércio (Seinc), Luzia Rezende, pela presidente do Conselho Gestor do Programa, Aline Louise, da Eneva, e do gestor do PDF pela FIEMA, Carlos Jorge Taborda.  

  O gestor do programa pela FIEMA, Carlos Jorge Taborda, apresentou os números deste ano, que incluíram rodadas de negócios, divulgações de licitações, indicação de fornecedores para processos de aquisição e dezenas de reuniões virtuais. “Esse é um indicador que só cresce e, para nós, é um sinalizador de que quando a gente indica os fornecedores, são boas indicações. São fornecedores que, de fato, trabalham com aquela atividade e conseguem atender a demanda de quem está requisitando. Segundo o gestor, mais de 200 solicitações de grandes empreendimentos por fornecedores foram enviadas ao PDF, que indicou mais de 1 mil empresas locais para fazer negócios. “O PDF conseguiu atender 98,5% dos pedidos. Isso mostra que o Maranhão tem fornecedor para tudo”. Além disso, o PDF divulga as licitações abertas para os empresários cadastrados no programa, o que proporcionou a participação de mais empresas maranhenses nos processos licitatórios.  

A secretária-adjunta da Seinc, Luzia Rezende, na ocasião representando o secretário Simplício Araújo, reconheceu o avanço do PDF e prometeu que o governo do Estado estará mais próximo do programa em 2022. “Entendemos que o trabalho que o PDF vem desenvolvendo é importantíssimo para o nosso Estado. Sabemos o quanto o PDF tem contribuído com as empresas maranhenses e o fato de hoje ter essa administração compartilhada, faz um bem enorme para todos nós, porque vê o lado do empresário e, também, a questão do governo”, revelou a empresária.  

  CRESCER NA PANDEMIA – A presidente do Conselho Gestor do PDF, Aline Louise, gerente de Relações Governamentais da Eneva, frisou que, desde 2020, o programa teve que se reinventar, traçando novos caminhos para garantir os negócios entre compradores e fornecedores, mesmo em tempos de distanciamento pela pandemia. “Passamos por muitas dificuldades, por desafios que nossa geração nunca imaginou passar. Precisamos descobrir formas novas de resolver problemas antes nunca vistos. Todo mundo aqui, no seu negócio, precisou ser bastante disruptivo, precisou buscar caminhos novos. E, no dia de hoje, todo mundo vacinado, todo mundo feliz, acho que a gente pode respirar um pouco mais aliviado e pensar no ano de 2022 em que a gente possa falar efetivamente falar em uma retomada de economia”, frisou. Segundo Aline, este ano, o PDF bateu recorde engajando empresas apoiadoras. “Temos tido um volume muito grande de demanda, o que quer dizer que estamos comprando mais, voltando de fato a ter uma movimentação na economia. Estamos o tempo todo nos qualificando, nos renovando, para prestar um serviço melhor, para entregar um produto melhor, para se diferenciar no mercado, e acho que esse é o grande resultado que esse programa traz para a economia e a sociedade maranhense”. 
 
  Estiveram presentes ao evento os vice-presidentes executivos da FIEMA Fábio Nahuz, Celso Gonçalo, o 1º secretário, Pedro Robson Holanda, a diretora Ana Rute Mendonça, o superintendente da FIEMA, César Miranda, a coordenadora regional do IEL, Michele Frota.  

  CERTIFICAÇÃO – Ainda como parte da programação de final de ano do PDF, pela manhã, 20 empresas que atuam em diferentes nichos da economia tiveram seus sistemas de gestão otimizados em 2021 e foram reconhecidas pela conclusão do Programa de Certificação de Empresas, Procem, principal ferramenta de capacitação do PDF. A inciativa possibilita melhoria na qualidade dos produtos ou serviços das empresas locais, além de minimizar custos e aumentar a confiança dos compradores, que passam a contar com fornecedores certificados nos cinco principais eixos da gestão empresarial: Qualidade, Segurança e Saúde Ocupacional, Meio Ambiente, Gestão Financeira e Responsabilidade Social.   
  “Queríamos estar de acordo com os processos e padrões exigidos nacionalmente, ter esse diferencial”, contou Jorgyanne Silva Vieira, coordenadora administrativa da Ferronorte, empresa que comercializa aço e ferro no Maranhão e que teve suas três unidades de São Luís certificadas no Procem. A colaboradora comorou as conquistas e inovações na área de gestão. “Pontos chave da organização e a comunicação mudaram bastante depois da certificação. O Procem foca muito no cliente, colaborador e gestão. São os três pontos chave do negócio. Se você tem uma gestão que saiba conduzir, que saiba liderar, saiba esse passo a passo, vai conseguir engajar bons colaboradores e, também, buscar a satisfação do cliente de forma contínua”. 
 
  Para o empresário Paulo Henrique Couto, diretor administrativo da ACE Construtora, a participação no programa abre portas para novos negócios. “Além de todo aprendizado, o PDF nos proporciona um grande networking com todas as empresas que participam do programa, e, também, com as mantenedoras”.   

  O evento teve a participação das empresas Centro Elétrico e Solar Coca-Cola, cujas representantes palestraram sobre Marketing nas Empresas para os fornecedores convidados.  
  
EMPRESAS CERTIFICADAS NO PROCEM 2020/2021:  
  
  1. CENTRO ELÉTRICO  
  2. CIMENTO BRAVO  
  3. DINÂMICA CONTABILIDADE  
  4. DÍNAMO ENGENHARIA  
  5. MACIEL MARÍTIMA  
  6. MEGAMIX  
  7. SERHUM  
  8. ACE CONSTRUTORA  
  9. BPSE  
10. CGB ENGENHARIA  
11. DISTRIBUIDORA MAXIMUS  
12. EDECONSIL  
13. ELETROMECÂNICA MA  
14. FERRONORTE AREINHA, FERRONORTE GUAJAJARAS, FERRONORTE TIBIRI  
15. ILUMINAR  
16. NISSI CONSTRUÇÕES  
17. SELAVA LAVANDERIA  
18. SELPMED  
19. TECNOBRAY  
20. TCM ENGENHARIA  

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...