MENU

15/12/2021 às 10h42min - Atualizada em 15/12/2021 às 10h42min

Acordo entre MEC e Fundação BB prevê melhoria do ensino em 500 escolas

Acordo de cooperação técnica firmado nesta terça-feira entre o Ministério da Educação e a Fundação Banco do Brasil beneficiará 500 escolas públicas com baixa conectividade.

Agência Brasil/Brasília
Convênio beneficiará escolas públicas com baixa conectividade - © Marcello Casal JrAgência Brasil Educação

  
O Ministério da Educação (MEC) e a Fundação Banco do Brasil firmaram hoje (14) um acordo de cooperação técnica para promover ações educações em escolas públicas do país. Por meio do convênio, cerca de 500 escolas que apresentam baixos índices de conectividade e de defasagem dos alunos serão contempladas.

De acordo com o MEC, os professores das escolas escolhidas pelo projeto poderão ter acesso à plataforma AVAMEC, que reúne diversos cursos online, e melhorar a qualidade do ensino, por meio de aulas sobre tecnologias digitais no processo educacional e de formação voltada ao processo de alfabetização.

Segundo a presidente da Fundação Banco do Brasil, Eveline Veloso Susin, a entidade acredita que as mudanças estruturais na educação vão ocorrer a partir da inclusão social dos cidadãos.

“O acordo com o MEC estabelece um conjunto de ações de capacitação de professores e gestores de 500 escolas públicas situadas em região de baixa ou nenhuma conectividade em todas as regiões do país e que apresentem altas taxas de distorção idade-série”, disse.

O secretário executivo do MEC, Victor Godoy, afirmou que o convênio é um passo importante para auxiliar os professores e gestores educacionais a terem acesso a conteúdos de formação para melhorar a qualidade da educação oferecida aos alunos.

“Que juntos, nós possamos oferecer essas formações disponíveis na nossa plataforma digital AVAMEC e nos integrarmos, ampliando a conectividade em escolas públicas e reduzindo a exclusão digital que ainda existe em níveis altos em nosso país”, afirmou.

*Matéria e título alterados às 10h03 do dia 15 de dezembro de 2021 para corrigir informação. O convênio é para promover ações educacionais, não o acesso à internet. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...