MENU

10/12/2021 às 13h04min - Atualizada em 12/12/2021 às 00h00min

Confira cinco dicas para usar uma mesa digitalizadora

Para trazer mais segurança e facilidade na hora de utilizar o equipamento, a Wacom dá dicas para os iniciantes

Luiz Valloto
SALA DA NOTÍCIA
O trabalho e o estudo híbrido se tornaram tendência desde 2020, devido a pandemia de Covid-19. Por isso, muitas pessoas buscaram por equipamentos que facilitem a rotina corporativa, no on-line ou no presencial. Segundo um levantamento do Great Place to Work (GPTW), 46,8% das pessoas trabalham em uma organização que já está no modelo híbrido.

As mesas digitalizadoras são um dos equipamentos de trabalho e estudo que têm ganhado mais espaço no país. Pois, além de substituir o mouse, traz mobilidade e produtividade para quem utiliza. Os iniciantes e profissionais que trabalham com animação, design, fotografia, educação ou desenho artístico, são os que mais utilizam diariamente. Além dos profissionais criativos, professores e estudantes têm adotado a ferramenta para aprimorar o ensino híbrido.

A mesa digitalizadora é uma prancheta que serve de base para desenhar e escrever. Já a caneta eletromagnética serve para os traços e movimentos, enviando as informações para PC, Mac, notebook ou Android™.

“Estamos há 38 anos muito próximos de nossos clientes, sempre escutando os feedbacks para aprimorar, cada vez mais, nossos produtos com qualidade ao consumidor, priorizando a ergonomia, mobilidade e estilo”, explica Thiago Tieri, gerente de marketing da Wacom no Brasil.

Confira, abaixo, dicas de como se acostumar com a mesa digitalizadora:

1) Não tenha medo de utilizar
As mesas digitalizadoras são projetadas para serem dispositivos naturais. Embora, algumas tenham superfícies de toque, o que significa que você pode usá-las no lugar de um trackpad, o toque é ignorado quando a caneta está a menos de meia polegada de distância. Por isso, pode-se descansar a mão confortavelmente sobre a mesa digitalizadora da mesma forma que faria com um pedaço de papel. Ela só vai funcionar quando tocar com a ponta da caneta na superfície. A caneta é projetada para ser agradável de trabalhar com um computador, portanto, pegue a caneta de maneira confortável e utilize como se fosse desenhar ou escrever no papel.

2) Esteja ciente do botão lateral
Muitas pessoas presumem que precisa segurar ou pressionar o botão na lateral da caneta para que ela faça alguma coisa. Dependendo do produto, as extremidades do botão lateral podem ser definidas como: clique com o botão direito; panorâmica; rolar ou clique duplo. Para simplesmente clicar em algo, tudo o que é preciso fazer é encostar a caneta na superfície da mesa digitalizadora. A ponta da caneta é um clique.

3) Alinhe a mesa digitalizadora com a tela
Enquanto está começando a adaptação, uma ótima dica é alinhar a mesa digitalizadora ao monitor. Por ter a área do produto paralela à área da tela, chegar a um acordo com o posicionamento absoluto será muito mais rápido. Lembre-se de que cada canto da mesa digitalizadora representa o canto correspondente da área de exibição, mesmo em situações com mais de um monitor.

4) Lembre-se que é algo novo
A dica mais importante é lembrar que esse é um momento de aprender uma nova ferramenta e desaprender uma antiga. Novas ferramentas também valem um investimento de tempo. Se desconectar o mouse por três dias, talvez não mais volte a utilizá-lo, mas terá momentos em que voltará ao comportamento do mouse. Vale lembrar de que está praticando em um equipamento digital que também irá trazer diversos benefícios e aprendizados.

5) Divirta-se!
Enquanto entra em acordo com sua nova ferramenta, brinque! Desenhe no programa gráfico favorito, mas pode também jogar games que requeiram clique. Você vai entender o comportamento da mesa digitalizadora muito mais rápido se estiver se divertindo. Importante: a mesa digitalizadora é um dispositivo de entrada de computador completo, não apenas uma ferramenta gráfica.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...