MENU

23/09/2020 às 00h00min - Atualizada em 23/09/2020 às 00h00min

Imperatriz sofre a quarta derrota seguida no Brasileirão

Clima está pesado nas hostis do time colorado pela desorganização que está vivendo

Dema de Oliveira
Em Goiânia, Vila Nova e Imperatriz duelaram pela7ª rodada - Foto: Hebert Gomes/AGIF
O Imperatriz amargou na noite da última segunda-feira a sua quarta derrota seguida no Campeonato Brasileiro Série C, em cinco jogos realizados, ao perder para o Vila Nova de Goiás por 3 a 0.

Tudo era de se prever que o Imperatriz sairia do Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, o tradicional BOA, em Goiânia, com mais uma derrota, no balanço negativo da equipe nesse Brasileiro Série C. Isso porque desde a transição entre a cidade de Imperatriz e Goiânia, os problemas tinham iniciado, com dois dirigentes do clube sendo retirados da aeronave por determinação do comandante. Casos do diretor Marcelo Lucas, que foi comprovado através de informações da Gol, passadas a O PROGRESSO, e do presidente do Conselho Deliberativo do clube, advogado Antonio Torres. Os dois cartolas chegaram atrasados para o voo e embarcaram sem permissão, e na hora que foram intimados a deixar a aeronave, aconteceu a discussão. Houve também o episódio dos calções, em que o time do Imperatriz teve de jogar com os calções vermelhos do adversário, porque não tinha outros. Nesse caso, o roupeiro, que foi  duramente criticado, se defende. Ele disse que levou dois jogos de calções, o branco e o vermelho. Disse também que fez uma lista de materiais de treinos que nunca compraram ou mandaram confeccionar e, por isso, o time está treinando com material de jogo. “Como eu sabia que o Vila Nova jogaria com o material vermelho, reservei o branco para o Imperatriz, mas na hora eles mudaram e jogaram todo de branco com detalhes vermelhos e não tínhamos os calções vermelhos porque estavam sujos”, disse o roupeiro. Nesse caso, quem tem a obrigação de mudar é o time visitante.  

Queira ou não, se o time já vinha mal, isso pode ter refletido dentro de campo e culminou com mais uma derrota. O time do Imperatriz continua inoperante, parece uma barata tonta dentro de campo e nesse jogo, não chutou sequer uma bola em gol. Além disso, há jogadores sem nenhuma condição de jogo, não tem um armador, enfim nada que possa agradar, pelo menos até agora. 

O Imperatriz já realizou 5 jogos pelo Brasileiro Série C, com um empate, 4 derrotas e nenhuma vitória. Marcou apenas 2 gols e levou 13, saldo negativo de 11 gols. Somando com o Campeonato Maranhense, o Imperatriz já levou 19 gols esse ano, e marcou apenas 6. 
A delegação do mais querido da região tocantina chegou no início da noite de ontem de Goiânia e já vai começar a preparação para a próxima partida, marcada para sábado (26), às 17h, no Frei Epifânio. Pelo menos até ontem, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ainda não tinha marcado as datas dos dois jogos atrasados do Imperatriz, contra Treze e Jacuipense.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...