MENU

10/12/2021 às 18h17min - Atualizada em 10/12/2021 às 18h17min

Vereador Adhemar Freitas teme que população seja prejudicada com a privatização da CAEMA

Joãozinho Cézar
Foto: Fábio Barbosa
 
Na manhã desta quinta-feira (09), na realização da última sessão ordinária da semana, foi votado e aprovado o Projeto de Lei de Nº 027/2021, de autoria do Poder Executivo, que dispõem sobre a concessão de abastecimento de água e esgotamento sanitário pelos próximos 20 anos.

O vereador Adhemar Freitas Jr., que é vice-presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação, votou contra aprovação do projeto, possibilita a privatização da CAEMA – Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão. 

O vereador, que usou a tribuna da Câmara Municipal para as colocações, disse que “torce para que sejam garantidos preços razoáveis com a nova empresa e ocorram grandes investimentos. Mas se a intenção é tão boa, por que não discutiu com a cidade? Por que colocaram uma venda nos olhos da Câmara Municipal Imperatriz para votar?”. O parlamentar, que votou contra o projeto de privatização e a favor dos munícipes imperatrizenses, continuou dizendo que torce para que “a cidade não seja assaltada e o dinheiro do investimento na cidade não seja transformado em propina para os grandes interessados”, sendo ovacionado por um grande número de pessoas que foram nesta quinta-feira à Câmara Municipal de Imperatriz para assistir a última sessão ordinária da semana, onde a maioria dos vereadores aprovou o projeto de privatização da CAEMA. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...