MENU

10/12/2021 às 17h45min - Atualizada em 10/12/2021 às 17h45min

AGED alerta para o consumo inadequado de produtos de origem animal

Secom
Produto com selo do Serviço de Inspeção Estadual - Foto: Divulgação
 
Consumir produto, especialmente os de origem animal como a carne, o leite e seus subprodutos, sem conhecer a procedência, é trazer enormes prejuízos para saúde com o surgimento de doenças por vírus, bactérias e intoxicações. Ter o selo do Serviço de Inspeção Municipal (SIM), Estadual (SIE) e Federal (SIF) é a garantia de qualidade e de segurança sanitária do alimento para o consumidor. Portanto, alimentos de origem animal sem fiscalização são considerados clandestinos e sem procedência.

A Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA) tem trabalhado no combate a clandestinidade tendo como base o Plano Estratégico de Formalização dos Produtos de Origem Animal – modalidade carne. Nesse Plano, a execução das ações de fiscalização varia quando existe ou não abatedouros registrados no Serviço de Inspeção Oficial (SIE ou SIM), sendo mais enérgicas e/ou mais educativas, dependendo da existência ou não de abatedouros registrados no Serviço de Inspeção Oficial na região.

A AGED tem buscando estimular o registro destes estabelecimentos no Estado, visando adequar as condições higiênico-sanitárias e a cadeia de frio – tem trazido êxito para esse trabalho o que pode ser constatado com o aumento no registro de estabelecimentos nos últimos 2 anos e meio em 53% no SIE.

As fiscalizações de combate aos abatedouros clandestinos continuam pela AGED, como cumprimento do Plano da Cadeia da Carne e a inspeção das agroindústrias tem objetivo de ofertar carne com segurança sanitária ao prato do cidadão maranhense. Um empreendimento com registro no Serviço de Inspeção também contribui para a manutenção de empregos e ajudar a economia do Estado nesse momento de crise.

A AGED é responsável pelo Serviço de Inspeção Estadual (SIE), que além de conferir o registro aos estabelecimentos de produtos de origem animal, acompanha as etapas do beneficiamento, verificando os procedimentos de boas práticas de fabricação. Também é responsabilidade da AGED a fiscalização do trânsito de produtos e subprodutos de origem animal. Muito além de fiscalizar é papel da AGED instruir e orientar quanto aos procedimentos necessários para qualidade dos produtos de origem animal.

SIE e SISBI
O SIE é a garantia que o novo abatedouro frigorífico preenche os requisitos higiênicos e sanitários necessários para desenvolver atividades de abate e manuseio de produtos de origem animal, assegurando à população um produto com qualidade e com serviço de inspeção oficial. O registro assegura a comercialização dentro do Estado.

Além do SIE, o Governo do Estado também incentiva os empreendimentos a aderir ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA), que padroniza os procedimentos de inspeção de produtos de origem animal. A habilitação das agroindústrias garante segurança alimentar e a comercialização e expansão da área de atuação dos empreendimentos em outros estados. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...