MENU

22/09/2020 às 00h00min - Atualizada em 22/09/2020 às 00h00min

Muito trabalho, com disciplina e determinação

Da Assessoria
Salomão Filho, jornalista e pesquisador - Foto: Divulgação
Foi sepultado na tarde de domingo (20) o jornalista e pesquisador Salomão Neres da Silva e, também, primeiro vice-prefeito da cidade de Ribamar Fiquene, eleito juntamente com Raimundo Jorge (1997-2000). Mais conhecido como Salomão Filho, veio a óbito depois de sofrer dois acidentes no último dia 4 de setembro.

Os acidentes aconteceram em sequência, ambos na BR-010, no sentido Ribamar Fiquene. No primeiro, o carro, depois de atingido por um autocarga, sofreu pane elétrica, ficando sem parabrisa e sem iluminação. Mesmo assim, Salomão resolveu seguir viagem quando ocorreu o segundo, abalroamento, que foi por outro veículo, também não identificado. Com vários cortes na cabeça e o fêmur fraturado, Salomão foi socorrido e trazido para o Socorrão de Imperatriz, onde  recebeu assistência, chegando a ser operado e tendo o quadro clínico, inicialmente classificado com o estável. Porém, com o passar dos dias, esse quadro não se manteve e no sábado, 19, faleceu. Salomão Filho tinha 57 anos, deixa viúva e sete filhos.

Salomão Filho, que durante anos manteve na imprensa regional um jornal semanal, Gazeta do Tocantins, se dedicava ultimamente à realização de pesquisas de opinião pública, notadamente na área eleitoral. Sua maior façanha como pesquisador foi ter acertado o resultado da votação que elegeu Ildemar Gonçalves prefeito de Açailândia, nas eleições de 2004. Um resultado de apenas 34 votos.

Homenagens
O prefeito Edilomar Miranda divulgou Nota Oficial onde lamenta o acontecido e afirma com “essa perda precoce, Ribamar Fiquene perde um de seus mais ilustres filhos”. Edilomar decretou luto oficial por três dias e suspendeu as atividades desportivas. 

Salomão Filho foi lembrado por muitos de seus companheiros, como o radialista Arimatéia Júnior, por sua forte participação e contribuição no desenvolvimento do município de Ribamar Fiquene, desde os tempos da luta em prol da emancipação, acontecida com a criação ocorrida em 1996, após o desmembramento do município de Montes Altos. 

Além da Prefeitura de sua cidade, outros órgãos, além do Maranhão, também do Estado do Tocantins, emitiram Nota de Pesar. 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »