MENU

02/12/2021 às 20h33min - Atualizada em 02/12/2021 às 20h33min

Acusado de feminicídio é condenado a mais de 17 anos de reclusão

José Mauro Barreiros Pereira, 38 anos, foi julgado e condenado pelo feminicídio“de que foi vítima Maria Vitória Silva Pereira

Dema de Oliveira
José Mauro acusado de feminicídio foi condenado a mais de 17 anos de reclusão - Foto: Arquivo/O PROGRESSO
  
O Tribunal de Júri de Imperatriz, sob a presidência da Juiza Edilza Barros, reuniu-se mais uma vez nesta quinta-feira (2), para o julgamento de mais um acusado de crime de feminícidio. 

José Mauro Barreiros Pereira, de 38 anos, foi foi julgado e condenado pelo feminicídio de que foi vítima Maria Vitória Silva Pereira, na ocasião com 19 anos. O crime aconteceu em 2018, em uma residência localizada no Povoado Lagoa Verde, zona rural de Imperatriz.

O Tribunal do Júri, formado só por mulheres, condenou José Mauro Barreiros Pereira a 17 anos, 6 meses e 15 dias de reclusão em regime fechado.José Mauro assassinou a companheira a tiros e escondeu o corpo debaixo da cama do quarto da casa onde moravam. 

Ele saiu do auditório do Fórum Henrique de La Rocque direto para o presídio Itamar Guará, para são levados os detentos já com sentença condenatória definida.“Com este foram três julgamentos, sendo dois por feminicídio e um por feminícidio tentado. O primeiro julgado por homicídio foi Gabriel Weverton Fontes da Silva, o ‘Zé Maguin’, que foi condenado a 14 anos de reclusão. Elison Rodrigues Martins Júnior, condenado a 12 anos de reclusão, foi julgado por tentativa de homicídio.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...