MENU

01/12/2021 às 20h55min - Atualizada em 01/12/2021 às 20h55min

Presidente da Assembleia quer voto aberto no impeachment de Carlesse, sem segredos

Sem Segredos: Atualmente o Regimento Interno prevê voto secreto neste caso

Assessoria
Presidente da Assembleia Legislativa, Antônio Andrade - Foto: Divulgação
 
O presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, deputado estadual Antonio Andrade, ainda aguarda o parecer jurídico do procurador-geral da Casa, Alcir Ranieri, para decidir sobre o andamento ou arquivamento dos dois pedidos de impeachment do governador afastado Mauro Carlesse (PSL). A expectativa é que o parecer seja divulgado ainda hoje.

“A gente vai tomar um posicionamento logo que receber esse parecer”, garantiu Andrade.

O presidente também adiantou que pretende acabar com o voto secreto antes de dar início ao processo de impeachment para que a população do Tocantins saiba como está votando cada parlamentar.   

“Quero adiantar à população do Tocantins: eu vou entrar com uma PEC para que a gente possa mudar o voto secreto, eu quero que o que voto seja aberto em qualquer votação que tiver aqui dentro da Casa. O Regimento me permite fazer essa mudança e eu, como deputado estadual, vou entrar com esse projeto para que possamos mudar pelo menos esse artigo”, afirmou Antonio Andrade.

O presidente da Assembleia afirmou que a sociedade tem o direito de saber o posicionamento de cada parlamentar. “Esse voto secreto é muito vago. Muitas vezes a pessoa vota e o cidadão, a cidadã, não fica sabendo como votou. É importante que o povo do Tocantins saiba o posicionamento de cada deputado”, completou. Por fim, Andrade questionou: “qual o deputado que não quer abrir o seu voto?”.

A proposta de alteração do Regimento Interno deve ser protocolada já na próxima semana, segundo o parlamentar.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...