MENU

01/12/2021 às 19h37min - Atualizada em 01/12/2021 às 19h37min

Antônio Pereira informa que UTI de hospital em Imperatriz continuará recebendo pacientes com Covid

Assecom
Antônio Pereira disse que Flávio Dino e Carlos Lula voltaram atrás por entenderem que a variante do coronavírus denominada Ômicron pode chegar ao Maranhão e contaminar a população - Foto: Divulgação/Assecom
 
O presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Antônio Pereira (DEM), ocupou a tribuna, nesta terça-feira (30), para informar que o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde, determinou que os dez leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Materno Infantil de Imperatriz continuarão destinados ao tratamento de pacientes com Covid-19.   

Na semana passada, o democrata havia informado que os leitos seriam usados como UTI materna para atender grávidas e puérperas. “O governador Flávio Dino e o secretário Carlos Lula voltaram atrás por entenderem que a variante do coronavírus denominada Ômicron, que avança nos países da Europa e África, pode chegar ao Maranhão e contaminar a população”, explicou.

Para Antônio Pereira, o governador percebeu que Imperatriz, Porto Franco e outros municípios da Região Tocantina fecharam seus hospitais de Covid devido à diminuição dos casos da doença. “Com muita sapiência, Flávio Dino resolveu não inaugurar a UTI materna e transformá-la, outra vez, em espaço para atendimento de pacientes com Covid, pois só tínhamos dez leitos em Imperatriz”, afirmou.

Mobilização
O parlamentar frisou que a população deve se preparar para enfrentar o problema. “Essa nova cepa, chamada Ômicron, embora não oficialmente, pode já ter entrado no Brasil. Nas próximas semanas, provavelmente começarão a aparecer casos, naturalmente iniciando pelas regiões Sul e Sudeste”.

Por fim, o parlamentar ressaltou que, no caso do Maranhão, é preciso uma mobilização que prepare a Região Tocantina para a chegada da nova variante, especialmente Imperatriz. “Se Deus quiser, quando a pandemia acabar, ficaremos com o legado que a Covid-19 vai deixar: a UTI do Hospital Materno Infantil de Imperatriz”, concluiu. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...