MENU

29/11/2021 às 19h08min - Atualizada em 29/11/2021 às 19h08min

Mais um acusado de feminicídio vai a júri popular em Imperatriz

José Mauro Barreiros Pereira, 38 anos, vai sentar no banco dos réus nesta terça-feira

Dema de Oliveira
José Mauro senta no banco dos réus nesta terça-feira - Foto: Arquivo/O PROGRESSO
 
O Tribunal do Júri da Comarca de Imperatriz volta a se reunir para o julgamento de mais um homem acusado de crime de feminicídio. 

Desta feita quem vai sentar no banco dos réus é José Mauro Barreiros Pereira, 38 anos, conhecido por ‘Neguinho’.

José Mauro é acusado do feminicídio, cuja vítima foi a companheira, Maria Vitória Silva Pereira, que tinha 19 anos e era natural de São Miguel do Guaná, estado do Pará. O crime aconteceu no Povoado Lagoa Verde, no dia 14 de fevereiro de 2020.

O corpo de Maria Vitória foi encontrado debaixo da cama do quarto da casa, onde vivia com José Mauro. Usuária de droga, ela tinha vindo do Pará para Imperatriz com a finalidade de frequentar uma clínica de recuperação de dependentes químicos. Entretanto, Maria Vitória saiu da clínica para viver com José Mauro, que também era dependente químico. 

José Mauro foi preso em flagrante e confessou que matou Maria Vitória a tiros e colocou o corpo debaixo da cama do casal, para depois sepultá-lo. Ele estava em liberdade condicional e respondia por roubo e furtos e disse ter assassinado Maria Vitória porque teria usado droga de sua propriedade sem sua autorização. Mas as investigações da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) apontaram que o crime foi passional e, por isso, feminicídio. 

José Mauro responde por feminicídio e ocultação de cadáver e pode pegar de 15 a 30 anos de reclusão, em regime fechado. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...