MENU

24/11/2021 às 20h24min - Atualizada em 24/11/2021 às 20h24min

Mais Cirurgias: Governo vai beneficiar cerca de mil pessoas com procedimentos oftalmológicos na Região Tocantina

Marcos Atahualpa - SECOM
Linalva Coelho, de 57 anos, da cidade de Governador Edson Lobão - Foto: Divulgação
 
Com o Programa Mais Cirurgias, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) iniciou, na segunda quinzena de novembro, mais uma edição do Mutirão de Cirurgias Oftalmológicas, no Hospital Macrorregional Dra. Ruth Noleto, em Imperatriz. A ação tem como meta atender até mil pacientes com procedimentos de catarata, pterígio e retina até o final de dezembro.

“O mutirão é um esforço conjunto e representa um importante passo no cuidado com a saúde das pessoas. Além disso, os mutirões de cirurgias têm esse lado de mostrar o resgate da saúde ocular e da qualidade de vida das pessoas”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Cerca de 700 pessoas já foram beneficiadas com os atendimentos no Mutirão de Cirurgias Oftalmológicas, nos períodos de 13 a 15 e 20 a 22 de novembro, na unidade. Equipes da SES fizeram a triagem dos pacientes durante o Programa Saúde na Praça, realizado nos dias 8 e 9 de novembro, no Centro de Convenções, em Imperatriz. Na ocasião, os pacientes foram submetidos a consulta médica e agendamento da cirurgia. A próxima etapa de cirurgias será entre 4 e 6 de dezembro.

O diretor administrativo do Hospital Macrorregional Dra. Ruth Noleto, Felype Hanns, observou o impacto da ação do Governo Estadual na saúde ocupar da população. “Ações como essa buscam devolver a qualidade de vida, em especial daqueles que são da Região Tocantina. São estratégias que mostram um SUS resolutivo, comprometido com o bem-estar da população e a busca por serviços de saúde que atendam às necessidades daqueles que mais precisam”, pontuou.

Natural do município de Senador La Rocque, Valquíria Gomes, de 41 anos, fez a cirurgia de pterígio. “O mutirão foi uma ideia muito boa, principalmente para aquelas pessoas que não têm condições de pagar por uma cirurgia”, disse.

Para Linalva Coelho, de 57 anos, da cidade de Governador Edson Lobão, o mutirão agilizou a realização da cirurgia de catarata. “É uma cirurgia muito cara, então oportunidades como essa, e para quem precisa, é algo bem-vindo. Eu mesma, que se não fosse pelo mutirão, não sei quando conseguiria fazer”, observou.

Catarata e pterígio
A catarata é uma opacidade do cristalino (lente natural do olho) que pode causar visão nublada, tornando mais difíceis tarefas como ler, dirigir um carro ou interpretar a expressão das pessoas. O pterígio, por sua vez, trata-se de uma lesão que cresce nas extremidades dos olhos. Em casos avançados chega a cobrir a pupila e interfere com a visão.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...