MENU

14/11/2021 às 23h22min - Atualizada em 14/11/2021 às 23h22min

Livros & Leitura

Leia e comente.

Da Redação
GB Edições
  
Ás de Espadas

Quando Chiamaka e Devon, alunos da Academia Particular Niveus, são selecionados como parte da alta hierarquia escolar e passam a serem chefes de turma, parece um excelente começo de ano para os dois. Afinal, isso representa muito em seus currículos para entrar em boas universidades. Pouco tempo depois da importante nomeação, no entanto, alguém chamado “Ases” começa a enviar mensagens para todos os alunos da escola, revelando segredos dos dois jovens. São detalhes íntimos de suas vidas, ameaçando seus futuros planejados com tanto esforço. E o que parecia apenas uma brincadeira de mau gosto rapidamente transforma-se em um jogo perigoso e assustador. Com todas as cartas contra eles, Chiamaka e Devon serão capazes de parar Ases? Suspense intenso, “Ás de Espadas” é uma contundente crítica social que escancara o racismo, a homofobia e o preconceito de classe ainda presentes na nossa sociedade, colocando Faridah Àbíké-Íyímídé entre as mais importantes vozes da atualidade. A cada capítulo, as vozes narrativas são intercaladas para que o leitor possa acompanhar a história sob o ponto de vista de Devon e de Chiamaka. Com 448 páginas, o livro é da Editora Plataforma 21.
 
Desvendando o Universo
Como a vida na Terra começou? Do que o nosso planeta é feito? Afinal, existe vida em algum outro lugar do Universo? E o que você faria se os robôs assumissem o controle do mundo? O físico Stephen Hawking e sua filha Lucy reuniram em um único volume as respostas para essas e muitas outras perguntas. Com diversos artigos assinados por cientistas, professores, astronautas e ativistas do mundo inteiro, os textos tratam dos mais diversos assuntos, como os indícios de que Marte pode ter abrigado as primeiras formas de vida do nosso Sistema Solar, a genética, a evolução do ser humano no nosso planeta e até o futuro que nos aguarda: será muito cedo para falarmos sobre ética robótica? Como será a política daqui a alguns anos? E as cidades do futuro, serão parecidas com as de hoje em dia? Com uma linguagem rápida, capaz de explicar temas complexos com facilidade, esta é uma leitura perfeita para quem já teve vontade de viajar através do tempo e do espaço, conhecer galáxias distantes ou simplesmente quer saber um pouco mais sobre o mundo que nos cerca - e imaginar o que vem a seguir. Com 448 páginas, o livro é da Editora Seguinte.
 
Amoroso
Já não restam superlativos para caracterizar a música de João Gilberto. Com sua voz e seu violão inigualáveis, o criador do movimento musical chamado “Bossa Nova” foi reverenciado no mundo inteiro – até nos deixar, aos 88 anos, em julho de 2019. Escrito pelo produtor e pesquisador musical Zuza Homem de Mello, “Amoroso” é a primeira biografia dedicada ao baiano de Juazeiro. Personagem tão apaixonante quanto idiossincrático, João Gilberto é aqui retratado pelo prisma de sua arte. De Salvador a Tóquio, passando por Nova York, Rio de Janeiro e Cidade do México, somos levados aos estúdios, teatros, bares, clubes e festivais por onde João circulou, e conhecemos os compositores, arranjadores, instrumentistas, produtores, jornalistas, técnicos de som e empresários que cruzaram seu caminho. Melômano de conhecimento enciclopédico, o autor reconstrói a trajetória musical de seu amigo e ídolo em prosa leve e alegre, sempre elegante e precisa – como ensinou João. Com 344 páginas, o livro é da Editora Companhia das Letras.
 
Agora Veja Então
O Sr. Sweet compõe em seu estúdio, enquanto a Sra. Sweet passa o tempo na cozinha escrevendo. Seus filhos correm pela grande casa que um dia pertenceu a Shirley Jackson. Contudo, a perfeita imagem da família tradicional americana é abalada quando o marido deixa a esposa por uma mulher mais jovem. Através dos fluxos de consciência de múltiplos personagens, Jamaica Kincaid mostra as angústias profundas que existem por trás de uma aparente perfeição. Uma análise ferina sobre as diversas maneiras como o transcorrer dos anos afeta um casamento, “Agora Veja Então” é um livro ao mesmo tempo singelo e potente. Os personagens, em confronto, se desesperam em situações cotidianas, suas mentes tentando entender linearmente uma realidade que aqui, de fato, não é linear. Escrevendo no passado, no presente e no futuro, Kincaid faz da passagem do tempo sua principal ferramenta narrativa. Com 144 páginas, o livro é da Editora Alfaguara.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...