MENU

09/06/2020 às 12h50min - Atualizada em 09/06/2020 às 12h50min

PF investiga superfaturamento de máscaras na Prefeitura de São Luís

Karine Melo - Repórter
Agência Brasil - Brasília
A operação Cobiça Fatal tem apoio da CGU - Tomaz Silva/Agência Brasil

São Luís (MA) - Nesta terça-feira (9) 60 policiais federais cumprem três mandados de prisão temporária e 14 de busca e apreensão, em uma operação batizada de Cobiça Fatal. As investigações, que tem o apoio da Controladoria-geral da União (CGU), apontaram possíveis desvios de recursos públicos federais, que seriam usados no enfrentamento ao novo coronavírus, no Maranhão.

Na ação de hoje também foi feito sequestro de bens e bloqueio de contas dos investigados. As ordens judiciais foram expedidas pelo juiz da 1ª Vara Federal de São Luís/MA. A investigação apontou indícios de superfaturamento na compra de 320 mil máscaras pela Secretaria Municipal de Saúde de São Luís. O material foi adquirido por R$ 9,90, a unidade, enquanto o preço médio, praticado no mercado nacional, de R$ 3,17. O sobrepreço é estimado em R$ 2,3 milhões.

Penas

Os investigados podem responder pelos crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, fraude em processo licitatório, superfaturamento na venda bens e associação criminosa. A operação, segundo a Polícia Federal, foi denominada “Cobiça Fatal” em razão do desejo imoderado de obtenção de riqueza.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...