MENU

10/11/2021 às 19h29min - Atualizada em 10/11/2021 às 19h29min

Membros do MPMA visitam MPMS e conhecem ações de prevenção à corrupção

CCOM-MPMA
Foto: Ana Carolina Vasques/Jornalista - Assecom MPMS
 
A coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa (CAOp-Proad), do Ministério Público do Maranhão (MPMA), Nahyma Ribeiro Abas, e o assessor especial da Procuradoria Geral de Justiça e membro do CAOp-Proad, Marco Aurélio Batista Barros, realizaram, nos dias 9 e 10 de novembro, visita institucional ao Ministério Público do Mato Grosso do Sul (MPMS).

O objetivo foi conhecer os trabalhos desenvolvidos pelo Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça do Patrimônio Público e Social, Fundações e Eleitorais (CAOPPFE) e Núcleo do Patrimônio Público (NPP), do Ministério Público sul-matogrossense.

Os membros do MPMA foram recebidos pelo procurador-geral de justiça do Mato Grosso do Sul, Alexandre Lacerda, e pelos coordenadores do CAOPPFE e NPP, respectivamente, Antonio Siufi Neto e Fernando Zaupa.

Também participaram da visita os integrantes do Centro de Apoio Operacional do Patrimônio Público (CAODPP), do Ministério Público do Pará (MPPA), promotores de justiça Lauro Freitas Júnior (coordenador) e Daniel Bona.

“Estamos conhecendo as práticas de governança e integridade dentro do MPMS  para construir nosso programa de integridade, que já vem sendo discutido na gestão atual do MPMA, por meio do fortalecimento de mecanismos de controles internos, transparência e gestão de riscos. Além disso, MPMA, MPMS e MPPA discutiram estratégias de atuação decorrentes das alterações promovidas na Lei de Improbidade Administrativa”, conta Nahyma Abas.

Durante a visita, a promotora de justiça e secretária-geral do MPMS, Bianka Karina Costa, apresentou, aos visitantes, as boas práticas de gestão administrativa desempenhadas no MPMS.

MODIFICAÇÕES - Também foram debatidas as mudanças feitas pela Lei nº 14.230/2021 na Lei de Improbidade Administrativa.

Nahyma Ribeiro Abas e Marco Aurélio Batista Barros também conheceram as práticas do Departamento Especial de Apoio às Atividades de Execução do MPMS (DAEX), do Grupo Especial de Combate à Corrupção (GNCOC), e do Centro de Pesquisa, Análise, Difusão e Segurança da Informação (CI/MPMS). 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...