MENU

09/11/2021 às 19h05min - Atualizada em 09/11/2021 às 19h05min

Edilson Baldez, presidente da FIEMA, integra missão Empresarial da CNI aos Emirados Árabes

Coordenadoria de Comunicação e Eventos do Sistema FIEMA
Foto: Divulgação
 
O presidente da Federação das Indústrias do Estado Maranhão (FIEMA), Edilson Baldez das Neves participa da Expo Dubai, Missão Empresarial Prospectiva Brasil - Emirados Árabes Unidos, que ocorre de 11 a 20 de novembro. O evento abrigará mais de 200 pavilhões de 192 países sob os pilares “Mobilidade, Sustentabilidade e Oportunidade”.  

A missão empresarial é realizada pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI), em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), conta com o apoio da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA). 

Na programação ocorrerão seminários técnicos, visitas guiadas ao pavilhão brasileiro na exposição, network empresarial, visitas técnicas às empresas e locais de referência nos Emirados. Os Emirados Árabes Unidos são formados por sete emirados distintos, sendo eles: Dubai, Abu Dhabi, Ajman, Sharjah, Fujairah, Umm Al-Qaiwain e Ras Al-Khaimah. 

Os empresários receberão apoio técnico durante a missão, consultoria especializada no mercado árabe, circuito guiado aos pavilhões da Expo Dubai, disponibilidade de intérpretes, ingressos para três dias no evento, participação em visitas técnicas e no “Seminário Indústria Sustentável”. 

O evento será direcionado às empresas brasileiras interessadas em prospectar o mercado dos Emirados Árabes. Além de adquirir diversas informações e conhecimento sobre o futuro da indústria nos quesitos de novas tecnologias e inovações, tendências de consumo e novos produtos. 

Relação comercial - A relação bilateral de comércio exterior entre Brasil e EAU é marcada por um superávit comercial histórico para o país. Segundo a Comex Stat do Ministério da Economia brasileiro, no último ano (2020), o Brasil exportou pouco mais de US$ 2 bilhões em bens e serviços para os Emirados, sendo que a importação foi de US$ 734 milhões no mesmo período.  

A pauta exportadora do Brasil para os Emirados varia pouco ao longo dos anos, destacando-se produtos como carnes, pérolas e pedras preciosas, açúcares, combustíveis minerais e máquinas e equipamentos. A soma desses cinco capítulos (SH) corresponde a mais de 71% do total exportado pelo Brasil para os Emirados em 2020. 

 Já na importação brasileira dos EAU, existe uma concentração grande em um ou poucos produtos. Em 2019, a importação de embarcações e estruturas flutuantes correspondeu a mais de 62% do total importado, enquanto combustíveis minerais totalizaram 22%. Em 2020, cresceu bastante a demanda brasileira pelos combustíveis minerais dos Emirados, totalizando cerca de 77% da pauta importadora. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...