MENU

08/11/2021 às 19h06min - Atualizada em 08/11/2021 às 19h06min

Ex-presidiário é assassinado a tiros na Boca da Mata

Uma senhora foi atingida na perna por um dos tiros disparados por ocupante de um carro branco

Dema de Oliveira
Lucas Sousa Gama, o Luquinha, foi assassinado a tiros - Foto: Divulgação/Whatsapp
 
Uma equipe da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) iniciou nesta segunda-feira (8) as investigações para apurar o primeiro crime de homicídio em Imperatriz, neste mês de novembro.

O crime que aconteceu na noite de domingo (7), na Rua Bila Dutra, bairro Boca da Mata em Imperatriz, teve como vítima Lucas Sousa Gama, 23 anos, conhecido por Luquinha.

Segundo informações, a vítima foi abordada quando se encontrava na porta da casa de uma vizinha, por dois homens que chegaram em um carro branco. O homem que estava no banco do carona efetuou os disparos contra Luquinha, que caiu. O assassino desceu, foi até onde ele se encontrava e efetuou o que se chama de tiro de misericórdia. Em seguida voltou, entrou no carro e junto com o comparsa fugiu. A cena do crime foi preservada por policiais do 3º BPM, até a chegada dos peritos do Instituto de Criminalística (ICRIM) e Instituto Médico Legal (IML), para onde o corpo foi levado.

Os disparos contra Luquinha foram disparados por uma pistola 380, comprovados cápsulas dos estojos disparados. Um tiro atingiu uma senhora na perna. Ela foi levada para o Socorrão. 

Apesar de ter somente 23 anos, Lucas Sousa Gama, o Luquinha, tinha várias passagens pela polícia e quando foi morto, se encontrava com tornozeleira eletrônica. Isso quer dizer que Luquinha estava em liberdade provisória. 
A primeira linha de investigação adotada pela DHPP é que o crime pode ter sido perpetrado por acerto de contas. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...