MENU

05/11/2021 às 20h10min - Atualizada em 05/11/2021 às 20h10min

MARIA LUIZA COÊLHO BRANDÃO

Francisco Brandão
 
Natural de Esperança (PB), ainda muito jovem mudou-se com os pais para a cidade de Floriano (PI), onde concluiu o ensino básico. Continuou os estudos na capital Teresina (PI), e ali fez o curso Normal. Já normalista, foi nomeada professora pelo Governo do Maranhão para exercer o magistério na cidade de São Domingos do Maranhão (MA), assumindo ali a direção do Grupo Escolar Deputado Moreira Lima.

Foi em São Domingos que ela conheceu seu esposo Mário Silva Brandão. Do casamento nasceram os filhos Francisco e Carlos, ambos piauienses de Floriano (PI), que deram ao casal três netos: Marcella e Marcio, filhos de Francisco, e Rosilene, e Carlos Henrique, filho de Carlos e Irani.

Nos anos 60, mudou-se com a família para Imperatriz (MA), onde assumiu a direção do Grupo Escolar Estado de Goiás, sendo a primeira diretora da instituição. Paralelo às atividades na direção da referida escola e dado a carência de professores, lecionou no Ginásio Bernardo Sayão, Educandário Santa Terezinha (atual Escola Santa Terezinha) e Escola Técnica do Comércio de Imperatriz, fundada pelo saudoso Dr. José de Ribamar Fiquene. 

Após aposentadoria, a Professora Maria Luiza passou a dedicar-se ao comércio com seu esposo Mário Brandão, até que, em 2006, ele partiu para o Oriente Eterno após mais de cinquenta anos de união matrimonial. Com a viuvez ela assumiu de vez o pequeno comércio até janeiro de 2019, quando foi acometida da terrível doença do Mal de Alzheimer, que causou sua morte dia 14 de outubro do mesmo ano. Quis o destino que a Professora Maria Luiza fosse sepultada, no dia do Professor, profissão por ela escolhida, e que desempenhou com zelo e dedicação.

Maria Luiza, mesmo sendo paraibana, adotou o Piauí como seu estado de coração e Imperatriz, como sua segunda casa. Admirava por demais o nosso pôr do sol e era grata pelas amizades aqui conquistadas. Era fã incondicional de Josué Montello, cujas obras a ajudavam a lecionar a sua especialidade: História do Maranhão. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...