MENU

31/10/2021 às 00h11min - Atualizada em 31/10/2021 às 00h11min

Livros & Leitura

Leia e comente.

Da Redação
GB Edições
  

Corpo Como Palavra

O que é saúde? A psicóloga clínica e mestre em Teologia, Karen Bomilcar expande este conceito para além do bem-estar corporal no livro “Corpo Como Palavra: Uma Visão Bíblica Sobre Saúde Integral”. A obra, lançada pela editora Mundo Cristão, destaca a busca pela saúde integral como pauta e prática da vida cristã. A Organização Mundial da Saúde (OMS) define saúde como um estado de completo bem-estar físico, mental, social e espiritual, e não apenas a ausência de doença ou enfermidade. Com esse pano de fundo, Bomilcar complementa que, do ponto de vista bíblico, o conceito de saúde pode ser ampliado e implicar uma relação mais harmônica entre os indivíduos, a natureza e Deus. O livro apresenta estratégias de autocuidado e acolhimento a partir de uma perspectiva multifacetada. A obra promove o diálogo entre a Teologia, a Psicologia e a Medicina e propõe práticas que visam à qualidade de vida e ao suporte oportuno em contextos de sofrimento físico e psicológico. A partir de uma instigante reflexão sobre a interface entre fé, saúde e comunidade, Karen convida o leitor a acolher a fragilidade e o sofrimento. Sob a ótica da ressurreição, ela também incentiva a promoção da restauração individual e comunitária, sempre com atenção para as carências e aos questionamentos da sociedade. As páginas de “Corpo Como Palavra” reservam reflexões importantes sobre o choque causado pela pandemia da Covid-19. A autora ainda destaca o despreparo de muitas comunidades cristãs ao lidarem com a saúde mental. Para ela, deve-se dar um fim na estigmatização de quem luta contra desequilíbrios emocionais. A atenção com a saúde física, mental, relacional e espiritual deve ser pauta recorrente na Igreja. Em sua obra, Karen Bomilcar mostra que é possível integrar, à luz do Evangelho, o exercício da fé cristã em todas as áreas da vida. O livro tem 192 páginas.
 

Cães Negros

June e Bernard, membros do partido comunista inglês, se conhecem em Londres, em 1946. Apaixonam-se perdidamente e decidem se casar. Mas, durante a lua-de-mel, na França, um acontecimento misterioso altera para sempre a percepção de mundo de June. Anos depois, os dois acabam se separando. No fim dos anos 1980, Jeremy, o genro do casal, tenta compreender como um amor tão profundo não resistiu às diferenças ideológicas. E é lendo os escritos da sogra que ele descobrirá o que ocorreu anos atrás. Tendo como pano de fundo a Europa pós-Segunda Guerra e as marcas deixadas pelo conflito, Ian McEwan usa seu estilo cristalino para elaborar com precisão uma história sobre o lado mais sombrio da humanidade, e seu constante ataque ao amor. Uma obra brilhante. Uma reflexão impressionante sobre o poder do amor. Com 168 páginas, o livro é da Editora Companhia de Bolso.
 

Mais forte

Neste livro, Luana Génot divide com leitoras e leitores suas vivências e opiniões sobre os mais variados temas – autoestima, beleza, ancestralidade, maternidade, empreendedorismo. Tendo como fio condutor a palavra "forte", usada por muito tempo para definir o que mulheres negras deveriam ser, Luana luta para que não precisem desempenhar o papel que esperam delas para conquistar espaço na sociedade. Ao longo da narrativa, o leitor percebe como a questão racial foi se tornando o filtro pelo qual Luana passou a enxergar o Brasil e o mundo. Assim, percorrendo lembranças dos tempos de menina até a idade adulta, a autora fala de suas origens, de racismo estrutural e do impacto da religião em sua formação. Discute também a relação com os cabelos crespos, o período em que foi modelo de passarela, o significado de seu trabalho e o que espera para o futuro. Seu olhar curioso e atento nos revela a urgência do engajamento de todos para uma sociedade mais justa e fraterna. Com 176 páginas, o livro é da Editora Objetiva.
 

Procura-se Um Namorado

Luc O'Donnell, infelizmente, é um cara famoso. Quer dizer, mais ou menos. Sendo filho de duas estrelas do rock, ele é uma das subcelebridades preferidas dos tabloides. E agora que seu pai está voltando aos holofotes, ele se tornou o centro das atenções, o que significa que uma foto comprometedora pode – e vai – estragar tudo. Mas, Luc tem um plano: para limpar sua imagem, ele só precisa de um namorado normal e bonzinho, e Oliver Blackwood é as duas coisas, além de advogado, vegetariano e basicamente alérgico a qualquer tipo de escândalo. O único problema é que, tirando o fato de ambos serem gays e solteiros e precisarem de acompanhantes para um evento, Luc e Oliver não têm nada em comum. É por isso que eles estabelecem um namoro falso, até quando for necessário. Mas, o perigo de namorar de mentira é que se parece muito com namorar de verdade. E, quando sentimentos verdadeiros começam a surgir, eles precisam descobrir como fazer dar certo – não para as câmeras, mas para si mesmos. De Alexis Hall, o livro tem 424 páginas e é da Editora Paralela.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...