MENU

26/10/2021 às 19h30min - Atualizada em 26/10/2021 às 19h30min

Projeto de Lei que trata sobre a colocação de Placas em Libras nos departamentos públicos é aprovado em plenário

Karoline Tragante
Ascom/CMITZ
Vereadora Cláudia Batista - Foto: Fábio Barbosa
 
Na manhã desta terça-feira, 26, os vereadores aprovaram por unanimidade o Projeto de Lei 18/2021, de autoria da vereadora Cláudia Batista (PTB) que trata sobre a colocação de placas informativas na Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) em todas as repartições públicas no Município de Imperatriz.

A afixação das Placas em Libras tem como objetivo dar mais autonomia para a comunidade surda e garantir a acessibilidade para todos que circulam nos departamentos públicos. Reconhecida desde 2002 como o segundo idioma brasileiro, a Linguagem Brasileira de Sinais possui gramática para combinar frases e os sinais surgem da combinação de gestos com as mãos, movimentos e outras expressões.

De acordo com a autora do projeto, a inclusão é um processo que precisa ser respeitado e o projeto busca realizar um ato de igualdade, garantindo o direito de ir e vir de toda a população.

“Conversando com a comunidade surda, hoje sabemos que já existe em Libras como identificar bairros, por exemplo, da nossa cidade e que podemos fixar essas informações nas placas de sinalização indicativas, então esse projeto é uma maneira de iniciarmos o processo inclusivo da comunidade surda da nossa região”, afirmou a vereadora.

Após aprovado em plenário, o projeto precisa ser sancionado pelo prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, para então virar uma Lei Municipal e, então tornar obrigatória a colocação das placas indicativas em Libras nos departamentos públicos. 

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...