MENU

25/10/2021 às 15h03min - Atualizada em 25/10/2021 às 18h30min

Condições climáticas extremas exigem cuidados redobrados dos cafeicultores

Pós-colheita do café, fase marcada por alto stress e por preceder a floração demanda soluções de alta performance para auxiliar na recuperação e garantir maior pegamento floral e excelência no período vegetativo

SALA DA NOTÍCIA Patrick Nunes
Créditos: Pixabay

O Brasil é o maior produtor e exportador mundial de café. Em 2020, o país produziu mais 60 milhões de sacas e bateu seu recorde de exportações da cultura. No País destaca-se a produção das variedades Arábica e Robusta. O Arábica, tem como principal produtor o estado de Minas Gerais, apresenta sabor cativante e aroma inconfundível, características que podem variar de acordo com fatores como altitude, clima, tipo de solo, incidência de sol, tipo de colheita e pós-colheita. Já o Robusta, produzido principalmente no Espírito Santo, possui também a maior área de café irrigada do mundo, com sabor marcante e presente nos melhores e mais renomados blends do mercado nacional e internacional.

Por ser uma cultura perene, os ciclos do café se renovam a cada estação, exigindo constantes investimentos por parte do produtor. No período de término da colheita, a planta encontra-se estressada e vulnerável a diversas doenças e, portanto, é de extrema importância que o produtor esteja atento tanto à proteção contra os patógenos quanto à nutrição. Esse momento torna-se ainda mais delicado já que em julho de 2020, segundo o Ministério da Agricultura, foi registrada a pior geada em 19 anos, causando uma perda de aproximadamente 20% das produções de café, sendo que mais de 200 mil hectares da cultura foram atingidos em Minas Gerais, São Paulo e Paraná.

Para apoiar o produtor nessa fase primordial para o ciclo, a Ubyfol, multinacional brasileira especialista em nutrição vegetal, disponibiliza um amplo portfólio de soluções tecnológicas que melhoram a qualidade do cafezal e aumentam sua longevidade. "Com o início da fase de floração, etapa que define o potencial produtivo da lavoura, é fundamental que o produtor utilize as melhores soluções e tecnologias disponíveis para potencializar sua produtividade", comenta Rodrigo Gomes, gerente regional da Ubyfol. "Nosso objetivo é auxiliar o produtor em sua busca por resultados e caminhos para uma produção agrícola rentável e sustentável", completa o executivo.

Nesse sentido, é necessário que o cafeicultor utilize soluções preventivas e de alta performance, sempre atento em suprir a demanda nutricional, mas também em ativar as principais rotas metabólicas, garantindo maior eficiência vegetativa e fisiológicas.

O Kymon Plus, solução oferecida pela Ubyfol para ser utilizada no pós-colheita, é responsável por acelerar o metabolismo e o desenvolvimento da planta. A tecnologia é um bioestimulante, com atuação fisiológica, que proporciona uma maior tolerância ao stress, fazendo com que a planta mantenha sua eficiência fotossintética por mais tempo. Dessa forma, a lavoura desenvolve maior resistência a situações climáticas e garante melhor crescimento vegetativo.

Já o Aminofosfito de Cobre possui formulação exclusiva com cobre, aminoácidos e fosfito, para atuar quando o cafezal está mais exposto a patógenos, que se aproveitam das fissuras e ferimentos deixados após a colheita. A solução atua de maneira única em três espectros: ação curativa, auxiliando a planta a cicatrizar as fissuras de forma mais eficiente; de maneira fisiológica, devido à carga de aminoácidos que fornece maior eficiência vegetativa a cultura; e proteção, pois o fosfito presente na formulação é um poderoso indutor de resistência e, com a grande mobilidade que possui na planta, torna a cultura mais resistente à chegada de novos patógenos.

O manejo correto, com o uso de soluções de alta performance, garante ao cafezal maior eficiência, auxiliando a cultura em momentos de stress e oferecendo maior poder vegetativo, melhora na indução e desenvolvimento floral e garantindo maior qualidade dos frutos. Nesse sentido, o produtor que segue pode esperar plantas ainda mais fortes e tolerantes a doenças.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...