MENU

16/09/2020 às 00h00min - Atualizada em 16/09/2020 às 00h00min

Bastidores

Coriolano Filho
 

Imbróglio
Apesar da mudança na Comissão Provisória, que passou a ser comandada pelo advogado Antonio Torres, os ex-dirigentes do PSL realizaram convenção na noite de segunda-feira e homologaram o nome do Pastor Laércio Castro como candidato a prefeito e a juíza aposentada Graça Carvalho (PTC) como vice. Só que a convenção pode ser invalidada e o novo comando da sigla marcou para hoje a sua convenção, juntamente com o DEM do prefeito Assis Ramos. Será na Associação Médica a partir das 09h.  A “intervenção” no PSL imperatrizense foi da Executiva Estadual para “alinhar” projetos em nível de Maranhão e Brasil. Conforme resolução do Diretório Nacional, quem bate o martelo sobre alianças e candidatura própria é o Diretório Estadual, que decidiu não lançar candidato próprio em Imperatriz e Açailândia, onde vai apoiar o Dr. Benjamin. O PSL estava sendo dirigido em Imperatriz pelo ex-vereador Raimundo Roma, que defendia candidatura própria, com o Pastor Laércio encabeçando a chapa. Mas como a maioria das decisões partidárias vem de cima pra baixo, o projeto foi por água abaixo...

Olha aí!
Costuma-se dizer que “a política é dinâmica” e “até boi voa”. Pois bem. Ontem o advogado Rodrigo do Carmo, ex-procurador geral do Município, divulgou uma nota anunciando que não registrará a sua candidatura a vereador e deixa de apoiar o prefeito Assis Ramos. “Eu jamais poderia imaginar as coisas que aconteceriam, ou como seria tratado. Essa é a política de alguns, mas nem todo mal é para sempre”, disse o advogado. O rompimento de Rodrigo do Carmo com Assis Ramos não é nenhuma surpresa. Coisas assim acontecem todo dia na “gloriosa” política brasileira. 

Convenção
Ontem à noite o Patriota realizou a sua convenção em Imperatriz. O partido homologaria a candidatura a prefeito do vereador José Carlos Barros. Só que no final da tarde houve uma reunião do dirigente estadual Marreca Junior com o ex-prefeito Ildon Marques e teria sido definido apoio ao pré-candidato do PP. O próprio José Carlos participou da reunião, assim como os vereadores Bebé Taxista e Ditola Castro. 

E…
Na semana passada estava praticamente acertado que Zé Carlos seria vice de Ildon Marques, mas poucas horas antes da convenção do PP foi anunciado o nome do empresário Rodrigo Brasmar (PSD) para integrar a chapa. Agora, embora tenha sido rejeitado para ser o vice de Ildon, José Carlos resolve apoiá-lo. Assim, o Patriota não terá candidatura própria em Imperatriz, o que não é novidade. Há muito que observadores políticos apostavam que o Patriota não iria entrar em aventura.  

Coadjuvante
O PT de Imperatriz vai disputar a eleição mais uma vez como coadjuvante, sem nem mesmo ter o direito de indicar o candidato a vice-prefeito. Vai concorrer apenas na proporcional. Para prefeito apoia o deputado Marco Aurélio (PCdoB). Na verdade, o PT só teve “fôlego” para concorrer a cargo majoritário quando tinha Jomar Fernandes à frente. Depois que o ex-prefeito se recolheu, o partido só lançou uma vez candidato a prefeito, o saudoso jornalista e historiador Adalberto Franklin. Hoje, uma das maiores estrelas do PT é o vereador Aurélio Gomes. 

Por onde anda
Ontem, um observador político indagou sobre o destino da vereadora Terezinha Soares. Eleita três vezes pelo PSDB, ela foi solicitada pela direção do partido para deixar o ninho tucano, devido o seu apoio na Câmara Municipal à administração Assis Ramos. Terezinha, então, se desfiliou do PSDB e ingressou no Republicanos, antigo PRB, pelo qual vai tentar seu quarto mandato. No estado, o partido é comandado pelo deputado federal Cléber Verde e fez aliança com o DEM. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...