MENU

17/10/2021 às 18h21min - Atualizada em 17/10/2021 às 18h21min

Lavar bem o rosto com água é um dos grandes aliados da beleza

Lavar o rosto é fundamental. Simples assim: água e sabão, preferencialmente específicos para a pele do rosto. O ritual de limpeza deve ser completado com hidratante e, durante o dia, protetor solar. São bem-vindos cosméticos específicos para combater os radicais livres. Mas, de novo, limpar a pele é fundamental.

Da Redação
GB Edições
Limpar e cuidar da pele faz a diferença, mas melhor remédio mesmo é manter a esperança em alta e cultivar o otimismo diante das dificuldades do dia a dia. Sorriso e fé em dias melhores são poderosas armas contra os radicais livres /GB Imagem
  
De tão simples e ao alcance da mão, acabamos por nos esquecer que a água é fundamental quando o assunto é higienização da pele. E quando o assunto é a pele do rosto, a primeira coisa que nos lembramos é dos cosméticos hidratantes e rejuvenescedores, quando o fundamental é a limpeza, acima de qualquer outro procedimento.

O fato é que o chamado “dia a dia” – entenda-se enfrentar o trabalho, os estudos, a administração da própria casa etc - afeta muito mais a pele do que podemos imaginar. A poluição tem o poder de intoxicar os tecidos, assim a pele “respira com dificuldade” e isso altera significativamente a barreira de proteção e compromete o metabolismo celular. É aí que os radicais livres deitam e rolam.

Os radicais livres dificultam a produção natural de colágeno e de fibras elásticas, a pele perde a sustentação e envelhecem precocemente. Os dermatologistas explicam também que o acúmulo de poeira e outros poluentes obstruem os poros, aumentam a oleosidade e a pele fica sujeita ao aparecimento de cravos e espinhas.

O estresse é outro vilão e dele ninguém escapa. O principal ataque do estresse é contra o sistema imunológico e isto abre as portas ao aparecimento de doenças; a primeira coisa que acontece é a pele perder o viço e o brilho, a pessoa fica com aspecto cansado, com olheiras, depois surge à dermatite seborreica, também conhecida como caspa, e pode afetar a pele do rosto, do corpo e o couro cabeludo. Enfim, é verdade também que tudo isso não é bem uma novidade, mas como escapar destes efeitos tão nefastos?

O jeito é respirar fundo, tentar viver um dia de cada vez e administrar os problemas de forma que a saúde não seja comprometida. Quanto aos efeitos físicos, com um pouco de boa vontade, dá para reverter alguns deles. É preciso boa vontade porque depois de um dia cheio, pode ser difícil se lembrar de demaquiante, loção tônica e cremes hidratantes, mas isso é uma questão de escolha. É preciso querer sentir-se melhor e investir nisso.

O primeiro passo é limpar o rosto. O ideal é lavá-lo duas vezes ao dia, mas isso pode ser impossível, então vamos ficar com a opção de fazê-lo pelo menos uma vez, e bem feito, antes de dormir. Faça disso um hábito.

Use um demaquiante que possa ser usado na área dos olhos também e remova toda a maquiagem e a poluição acumulada. Em seguida, lave com sabonete líquido específico para seu tipo de pele ou mesmo um gel de limpeza com ácido salicílico (bom para peles oleosas). Depois, aplique loção tônica e finalmente o hidratante, que pode e deve ser acrescido de agentes rejuvenescedores e tem milhares deles disponíveis no mercado. Outra excelente ideia é consultar o dermatologista para indicar o melhor para o seu caso.

No outro dia, de manhã, lave bem o rosto, retire todos os resquícios do tratamento noturno e hidrate a pele com produtos com filtro solar e faça a sua maquiagem habitual.

Os tratamentos oferecidos pelas clínicas de estética não provocam dores e inchaços e podem ser feitos na hora do almoço, por exemplo. A mais popular é a limpeza de pele. O rosto é exposto ao vapor d’água para abrir os poros e facilitar a extração de cravos com equipamento adequado. Depois é aplicada máscara purificante, sendo que alguns profissionais também oferecem massagem de drenagem linfática facial, excelente tratamento para a pele além de relaxar e dar sensação de bem-estar. Portanto, combate o estresse.

No mais, é preciso buscar o equilíbrio, não descuidar da alimentação e fazer exercícios. Aprender técnicas de relaxamento ajuda bastante a combater os efeitos do “dia a dia”.
 

Notícias Relacionadas »
Comentários »