MENU

29/09/2021 às 19h14min - Atualizada em 29/09/2021 às 19h14min

Conselho define volta do público a partir da 23ª rodada na Série A

Reunião tem ausência do Flamengo e voto contra apenas do Athletico; times de São Paulo voltarão a receber torcida a partir de 4 de outubro

Thiago Lima
Torcida vive a expectativa da volta aos jogos da Série A - Foto: Thiago Pereira
 
O Conselho Técnico de clubes da Série A do Brasileiro definiu, em reunião nesta terça-feira, a volta do público na 23ª rodada da competição, no próximo fim de semana. Sem permissão para mandar jogos com público em seu estado, o Bahia teve a partida contra o Ceará adiada.

O Santos, que também não poderia jogar com público - em São Paulo, a presença da torcida será liberada a partir de 4 de outubro -, pediu adiamento do jogo previsto para domingo contra o Fluminense. O confronto deve ser realizado no fim de outubro.

Apenas o Athletico Paranaense votou contra a volta do público no próximo fim de semana. Os paranaenses defendiam portões fechados até o fim do campeonato. Os outros 18 clubes - o Flamengo novamente não participou da reunião - aprovaram o retorno do público na 23ª rodada.

Percentual de abertura depende de cada estado

Na próxima rodada, dois clubes paulistas optaram por jogar sem público: o Palmeiras, que enfrenta o Juventude, e o Bragantino, que recebe o Corinthians. As duas equipes tiveram a opção de adiar suas partidas, como fez o Santos, mas preferiram atuar de portões fechados. Confira toda a rodada mais abaixo.

Outra discussão da reunião disse respeito ao percentual de liberação de cada estádio. Os clubes definiram que a abertura de 10%, 20%, 25%, 50% ou o percentual que for vai depender de cada autoridade local. O que quer dizer que numa partida da mesma rodada possa haver público de 30 mil pessoas no Maracanã, com 50% da capacidade, e outro jogo com menos de 10 mil pessoas, em outro estado.

No início da reunião, os clubes manifestaram solidariedade ao Bahia, que seria o único a jogar sem público se valesse a regra de liberação das autoridades. A equipe baiana vai enfrentar o Palmeiras, dia 13 de outubro, e está prevista para o dia 11 nova regulação do governo baiano sobre o tema.

Caso o Bahia não tenha autorização para jogar com torcida, a diretoria baiana aceitou jogar sem público no dia 13. Mas a partir daí, caso não haja entendimento com o governo estadual, os baianos pediram nova reunião do Conselho Técnico. Ela seria realizada no próprio dia 13 para tomar nova decisão diante de outro cenário.

Flamengo fora da reunião

Dos estados envolvidos na competição, apenas a Bahia - que tem o Bahia na Série A - não tem data para permitir público em seus estádios de futebol. Em São Paulo, o governo vai liberar a partir de 4 de outubro.

O Flamengo não compareceu à reunião e emitiu nota explicando sua posição. Depois de tocar em pontos que levam a diretoria a lutar pela volta do público, mesmo sem a decisão em assembleia dos clubes, o Rubro-Negro citou a decisão do relator do processo no STJD, Felipe Bevilacqua, que suspendeu “os efeitos da decisão até que fosse realizada uma sessão do Conselho Técnico, agendada para o dia 28 de setembro de 2021, deixando claro que a mesma liminar voltaria a vigorar no dia 29 de setembro, independentemente do que ocorresse na reunião do Conselho Técnico.”

Confira a 23ª rodada:
Cuiabá x América-MG
Fortaleza x Atlético-GO
Bahia x Ceará - adiado
Bragantino x Corinthians - sem público
Atlético-MG x Internacional
Flamengo x Athletico
Chapecoense x São Paulo
Palmeiras x Juventude - sem público
Santos x Fluminense - adiado
Grêmio x Sport
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...