MENU

27/09/2021 às 15h21min - Atualizada em 28/09/2021 às 00h00min

Gabriel de Almeida Prado chega com o segundo álbum da carreira, “Não aceito ser um só”

O projeto contou com a participação de mais de 30 artistas em uma trajetória de dois anos

Redação
SALA DA NOTÍCIA

O cantautor paulistano Gabriel de Almeida Prado lançou, na última sexta, dia 24, o novo álbum, intitulado “Não aceito ser um só”, o segundo da carreira.

O projeto permeia um convite para discordâncias e confluências através das 13 canções que arrebatam como crônicas da vida como ela é e nos levam para uma jornada enquanto aborda futuros sonhados, amores comuns, dilemas individuais e novos olhares para o ser-estar humano. “Mais do que uma mensagem única, penso que o álbum é um convite para olharmos pra dentro e pra fora. Uma proposta de movimento de criação de novas possibilidades de expressão das nossas experiências individuais e coletivas”, comenta o artista. 

Concebido através do encontro entre mais de 30 artistas e produzido numa trajetória que durou mais de dois anos, o disco foi pensado inicialmente para ser um projeto voz e violão, para desaguar as composições que estavam guardadas na gaveta com uma produção do próprio artista. Porém, ao se unir a Pedro Serapicos, Liw Ferreira e Danilo Moura, “Não aceito ser um só” ganhou novos caminhos com um crowdfunding para chegar a mais pessoas.

Com diversas participações especiais e ex-alunos do projeto social Escola do Auditório do Ibirapuera, Gabriel de Almeida Prado assina a produção do disco em parceria com Liw Ferreira, Danilo Moura e Pedro Serapicos, que fez a engenharia de som, além das participações de Siba, Pascoal da Conceição, Osvaldinho da Cuíca, Rubi, Duodelá, Pratinha Saraiva, Nailor Proveta, Kunta Kinté, Fi Maróstica e Quarteto Saxofonando. A identidade visual e as artes são obra do renomado Guilherme Kramer.

Sobre as colaborações para a produção do álbum, o artista conta: “Sinto que ter tanta gente criativa e com desejo de construir junto, foi uma experiência muito transformadora. Tenho certeza que todo esse movimento ainda vai reverberar por muito tempo no meu trabalho e na minha vida. Aprendi e sigo aprendendo muito com todo mundo que participou do projeto. O álbum é o registro de toda essa troca e seu lançamento é mais um eco bonito que segue provocando e acendendo a faísca dos encontros.”

A relação de Gabriel com a arte perpassa os ritmos e sons e vai além com a poesia. A família teve papel importante em sua formação artística, tendo como principais influências sua mãe, a psicanalista e produtora cultural Fernanda de Almeida Prado, e seu avô, o poeta Antônio Lázaro de Almeida Prado.

Em 2017, o foyer do Auditório Ibirapuera, em São Paulo, o recebeu com o repertório do primeiro álbum “A Língua e a Alma” (2016) que ganhou elogios do musicólogo e jornalista musical Zuza Homem de Mello. 

O show de lançamento de “Não aceito ser um só” acontece na próxima quinta, dia 30 de setembro, em formato online, pelo Itaú Cultural. Ingressos gratuitos aqui: https://www.sympla.com.br/gabriel-almeida-prado__1336906 

Não Aceito Ser Um Só” está disponível em todas as plataformas digitais via selo Cada Instante:
http://ingroov.es/nao-aceito-ser-um-so 

Ficha técnica:
Produção: Gabriel de Almeida Prado
Co-produção: Pedro Serapicos, Liw Ferreira, Danilo Moura
Engenharia de som e finalização: Pedro Serapicos
Gravado no estúdio Alcachofra Records, com exceção da participação do Siba que foi gravada no Estúdio BTG.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...