MENU

21/09/2021 às 22h50min - Atualizada em 21/09/2021 às 22h50min

Operação investiga empresa suspeita de sonegar quase R$ 60 milhões em impostos

Um suspeito foi preso e arma de fogo apreendida

Da Redação
Com Informações da Polícia Civil do Tocantins
Policiais fazem varredoura durante a operação - Foto: Dicom/SSP-TO
  
A Polícia Civil deflagrou uma operação de combate à sonegação fiscal nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (21). Os ilícitos supostamente praticados já teriam causado um prejuízo na ordem de R$ 57 milhões aos cofres do estado do Tocantins.

Conforme a Secretaria da Segurança Pública (SSP), a operação cumpriu mandados de prisão, além de busca e apreensão, em cidades do Tocantins e Minas Gerais.

A ação também visa colher novas provas em inquérito policial instaurado para apuração de crimes contra a ordem tributária e outros ilícitos conexos envolvendo pessoas ligadas a uma empresa sediada no Tocantins.

As investigações tiveram início após auditoria realizada pela Delegacia Regional Tributária de Palmas. Durante os trabalhos, com apoio de agentes do Fisco dos estados do Pará, Maranhão e Bahia, foram constatadas inúmeras irregularidades fiscais que confirmam a prática de ilícitos que estariam sendo praticados há algum tempo.

Diante dos fatos apurados, a Divisão de Repressão a Crimes contra a Ordem Tributária (DRCOT) da Polícia Civil do Tocantins representou pelos mandados judiciais, os quais foram cumpridos na manhã desta terça-feira em endereços ligados a pessoas supostamente envolvidas nos crimes de sonegação fiscal.

No decorrer das diligências em uma das residências, os policiais civis apreenderam uma arma de fogo. Também foi cumprido mandado de prisão temporária contra um dos investigados, que será recolhido na Unidade Penal de Palmas após os procedimentos legais adotados.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...