MENU

15/09/2021 às 22h46min - Atualizada em 15/09/2021 às 22h46min

Instituto de Genética Forense dá prioridade absoluta para caso da idosa Terezinha Berto

Teresinha de Jesus Baiano Berto, 70 anos, está desaparecida desde 19 de julho e pode ter sido morta

Dema de Oliveira
Teresinha de Jesus Berto está desaparecida há praticamente três meses - Foto: Arquivo/O PROGRESSO
 
O Diretor do Instituto de Genética Forense do Estado do Maranhão, Paulo Marcelo, informou nesta quarta-feira (15) que o caso da idosa Teresinha de Jesus Baiano, 70 anos, passou a ser prioridade absoluta da instituição.

Teresinha de Jesus Baiano Berto está desaparecida desde o dia 19 de Julho de 2021. Ela saiu de casa para ir visitar uma amiga e não chegou ao destino e nem voltou para casa. Polícia Militar, CTA e Corpo de Bombeiros já realizaram buscas pelo local onde ela foi vista pela última vez, que é próximo a um matagal no Parque do Buriti, mas não foi encontrada.

Nas investigações da Polícia Civil, por meio da Delegacia Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), foi visto um carro saindo da área. Esse carro foi localizado e as investigações apontam manchas de sangue no veículo. O proprietário do carro foi intimado para depor e negou qualquer envolvimento no caso. Foi retirada amostra do sangue no carro, que está apreendido, para ser analisado se é compatível com o da dona Teresinha.

A suspeita é que ela pode ter sido atropelada e morta e o corpo enterrado em algum local, que ainda não foi identificado. Se as amostras do sangue retirados do carro forem compatíveis com o de dona Teresinha, o condutor do veículo tem muito o que explicar. O laudo do exame deverá ser enviado à DHPP até o fim desse mês.

Paulo Marcelo explicou a O PROGRESSO que esse exame é bastante complexo, que requer diversas análises, inclusive estatísticas para verificar o grau de confiabilidade dos resultados.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...