MENU

05/09/2021 às 18h41min - Atualizada em 05/09/2021 às 18h41min

Câmeras de reconhecimento levam à prisão, em Marabá, homem acusado de homicídio

Suspeito foi detido quando o carro em que estava foi identificado pelas câmeras de monitoramento da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup)

Ascom - SSPDS/PA
Foto: Divulgação Ascom-SSPDS/PA
  
Um homem foi preso na manhã desta quinta-feira (2),no bairro São Félix, em Marabá, no sudeste do estado. No trânsito, o dono do veículo, que estava com mandado de prisão em aberto por homicídio, foi identificado pelas câmeras de monitoramento do sistema IRIS (Integração de Registros para Identificação de Suspeitos). 

Foi por meio do sistema IRIS, que detecta e identifica a ação de veículos automotores suspeitos em qualquer via pública que tenha o equipamento com a tecnologia embarcada, que foram feitas as imagens do carro por volta das 9h27 da manhã. 

Com isso, o sistema apontou irregularidades no nome do proprietário do veículo e logo acionou as autoridades para averiguação, o que possibilitou a ação efetiva da Polícia Militar.

Com isso, o sistema apontou irregularidades no nome do proprietário do veículo e logo acionou as autoridades para averiguação, o que possibilitou a ação efetiva da Polícia Militar.

As câmeras estão em funcionamento há aproximadamente um mês e estão instaladas em pontos estratégicos das vias. As imagens são transmitidas em tempo real para o Centro ou Núcleos Integrado de Operações (CIOp ou NIOp) ou ainda para as Centrais de Atendimento e Despachos (CADs) implantados no estado.

O homem, natural de Pernambuco, teve a sua prisão decretada em abril de 2021, e tinha o mandado ativo até 2029. O réu foi conduzido à Seccional da Polícia Civil de Marabá para as demais providências jurídicas, e o veículo foi entregue na presença do advogado.

No Pará, sete das 15 Regiões Integradas de Segurança Pública (RISPs) já têm a tecnologia que, em pouco tempo de uso, demonstra resultados positivos.

“Com o novo sistema, a segurança pública busca unir a atuação humana com a inteligência artificial para inibir com que criminosos permaneçam nas ruas e dessa forma reduzir a criminalidade. Desde a implantação, temos obtido resultados expressivos com prisões efetuadas em Breves, Santarém, e agora em Marabá”, lembrou o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Pará, Ualame Machado. 

Por Bianca Galhardo com supervisão de Aline Saavedra (SEGUP)

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Loading...