MENU

21/05/2021 às 00h00min - Atualizada em 21/05/2021 às 00h00min

Bastidores

“Visita” policial

Na tarde desta quarta-feira, quando já havia encerrado o expediente, as poucas pessoas que ainda se encontravam na Câmara Municipal de Imperatriz foram surpreendidas com a presença de policiais civis, que solicitaram acesso a alguns setores da administração. De acordo com nota divulgada pela Assessoria de Comunicação da casa, a Polícia estava cumprindo ordem judicial, “relacionada a supostas irregularidades da gestão anterior (2017-2020)”. Ainda de acordo com a nota, “nenhum bem ou documento foi apreendido pelos agentes”. Reiterou que “a atual gestão mantém um relacionamento de cooperação com os órgãos de controle, se colocando inteiramente à disposição e reforçando o compromisso com a transparência para esclarecer no que for necessário”. A gestão anterior tinha à frente o ex-vereador José Carlos Barros, e atualmente a Câmara é presidida pelo vereador Alberto Souza. 
- Vamos aguardar os próximos capítulos...

E…

Ontem a Câmara Municipal de Imperatriz não funcionou. Mas o fechamento não teve nada a ver com  a “visita” da Polícia Civil no dia anterior. De acordo com nota assinada pelo presidente Alberto Souza, surgiram novos casos de Covid entre servidores, havendo “a necessidade urgente de adoção de medidas para redução do potencial de contágio do novo coronavírus, sobretudo a desinfecção e sanitização deste órgão”. Hoje, 21, haverá expediente normal. 

Olha aí!

Sobre a questão da outorga de Título Cidadão Imperatrizense, comentada na coluna de ontem, um atento observador político lembrou que foi concedido título à senadora Kátia Abreu e ela nunca veio receber. “O título virou uma coisa banal, tudo por culpa dos vereadores. Tão banal que não é apenas esse que está na secretaria. São centenas de títulos mofando nas gavetas. Títulos de até 20 anos”, destaca o leitor da coluna, que já passou pelos dois Poderes – Câmara e Prefeitura. Ele observa que cada vereador tem direito a solicitar a concessão de três títulos por ano. Como são 21 vereadores, por ano são concedidos 63 títulos por ano. Nos quatro anos de mandato, o número chega a 252 títulos de cidadania. 
- É brincadeira!!!

Visita

Quando a coluna era redigida, o presidente Jair Bolsonaro ainda não havia chegado em Imperatriz. A chegada ao Aeroporto Prefeito Renato Moreira aconteceria por volta das 16h. Bolsonaro iria direto para o Quartel do 50º BIS, onde pernoitaria para hoje ir a Açailândia para entregar títulos definitivos a produtores rurais daquela região, por meio do INCRA. Os vereadores de Imperatriz iriam aproveitar para entregar a Bolsonaro o Título de Cidadão Imperatrizense. 

Visita II

Até o momento apenas duas cidades já receberam duas vezes a visita do presidente Bolsonaro – São Paulo e Imperatriz. No final de outubro do ano passado ele esteve aqui e inaugurou o Panelódromo. Imperatriz e Açailândia são duas das três cidades do Maranhão em que Bolsonaro obteve maioria de votos nas eleições de 2018. A terceira é São Pedro dos Crentes.

Vagas

A Comissão de Educação aprovou, nesta quarta-feira, o parecer do deputado federal Gastão Vieira (PROS) ao Projeto de Lei 1255/19, do senador Styvenson Valentim (PODEMOS/RN). O texto assegura aos estudantes de baixa renda a reserva de 50% (cinquenta por cento) das vagas nas universidades federais. O parlamentar maranhenses disse que “é um grande avanço para o ensino superior destinar as vagas remanescentes para os estudantes de famílias com renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio e que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas”. 
Link
CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...