MENU

25/03/2021 às 00h00min - Atualizada em 25/03/2021 às 00h00min

Fora da Pauta

 

Querem é dinheiro

Por que será que atacam tanto a secretária de Saúde, Mariana Jales? Um passarinho nos contou que esses ataques são porque a secretária não aceitou pagar 10 mil reais por mês para pararem de persegui-la. Ela não tem tido trégua, sofrendo toda sorte de ataques, tendo até sua família virado alvo da maldade dos sujeitos. Mas não se dobrou, pois não tem nada a temer, e segue de cabeça erguida trabalhando pela saúde do povo de Imperatriz.

Violência

A pandemia do novo coronavírus foi um dos fatores que levaram ao aumento da violência doméstica contra as mulheres, no Brasil, no último ano. O país registrou 105.821 denúncias de violência contra a mulher em 2020, nas plataformas do ligue 180 e disque 100. Um número vertiginoso que revela a brutalidade a qual nossas mulheres estão submetidas, dentro de suas casas, em cada canto deste país.  Que não somente neste mês de março, mas durante o ano todo, a sociedade se conscientize de que viver sem violência é direto de toda mulher. Você, que é vítima ou conhece alguma mulher que tem sofrido violência, não se cale! Denuncie, Ligue 180 (Central de Atendimento à Mulher). Da secretária Janaina Ramos alertando sobre o alto índice de violência contra as mulheres.

Rota

Imperatriz é rota do tráfico de drogas no País, mas a polícia tem desbaratado quadrilhas no Maranhão, garante o delegado regional substituto Erich Feitosa. Segundo ele, as bocas de fumo em Imperatriz estão sendo destruídas, e muitos dependentes químicos se voltando para os centros de recuperação.

Barreiras

Com barreiras sanitárias na entrada e saída da cidade e com exigência de uso de máscara, Cidelândia enfrenta o Covid 19 com vacinação e combatendo aglomeração, afirma o prefeito Fernando Teixeira (Progressistas). Segundo o gestor, Cidelândia registrou oito óbitos até aqui e isso é preocupante. Fernandinho é contra medidas extremadas, como o fechamento do comércio, que traz complicações à economia do Município.

Marrom

Em 2022, a cultura maranhense ganhará os grandes palcos de diversas capitais do Brasil, com um grandioso espetáculo de teatro musical. Com patrocínio da Equatorial Energia Maranhão, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, começam a ser dados os primeiros passos para a produção de “Marrom, o Musical”, em comemoração aos 50 anos de carreira da cantora Alcione.

Ajuda

Sensibilizado com a situação crítica vivenciada pelo sistema de saúde pública do Maranhão, novamente, o deputado federal Hildo Rocha solicitou ajuda do Governo Federal para os municípios maranhenses. “Peço ao Ministério da Saúde que dê atenção especial ao Maranhão. Recebi uma informação de que vários hospitais municipais do Maranhão já não têm mais oxigênio para tratar seus pacientes”, destacou Hildo Rocha. 

Produto indispensável 

O parlamentar ressaltou que a informação acerca da falta de oxigênio em diversas unidades hospitalares municipais foi o prefeito da cidade de São Bernardo, médico João Igor que também é membro da diretoria da Federação dos Municípios do Maranhão (Famem). “Oxigênio é fundamental, principalmente neste momento em que a demanda aumentou muito. Existem várias pessoas com problemas pulmonares em função da COVID-19. Então, quero pedir ao Ministério da Saúde que ajude o Maranhão encaminhando oxigênio, porque começa a faltar e isso é grave”, comentou Hildo Rocha.
Link
WILLIAN MARINHO

WILLIAN MARINHO

WILLIAN MARINHO é colunista de política em O Progresso

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...