MENU

24/03/2021 às 00h00min - Atualizada em 24/03/2021 às 00h00min

Coluna do Lima Rodrigues

Edinan Costa, o homem das imagens

  
Tocantinense, que chegou a Imperatriz (MA) com 15 anos de idade para dar prosseguimento aos estudos, faz sucesso com a produção de vídeo no Pará. 
Ele nasceu para brilhar. Seus olhos vieram ao mundo para ver, captar e editar as melhores imagens. Tímido, bom filho, bom pai, quase não fala, pelo o excesso de timidez, correto em seus negócios, ético, amigo, parceiro e um grande profissional da imagem. Resumidamente, poderíamos assim definir o perfil de Edinan Pereira Costa, para alguns amigos mais antigos apenas o “Tio”. Ele nasceu em 14 de novembro de 1970, o ano em que a seleção brasileira foi tricampeão mundial de futebol no México, no povoado de “Buriti dos Costa”, à época pertencente ao estado de Goiás, hoje Tocantins, e atualmente distrito do município de Nazaré, no norte tocantinense. “O povoado foi desbravado pela minha família”, disse ele. Hoje, da nossa família só moram lá meu pai a irmã dele, a tia Carmelita e meu primo Lazaro”, informou Edinan, acrescentando que teve uma infância feliz. “A minha infância foi na zona rural, viajando no lombo de burro pela região ou indo para a escola a pé na estrada de chão”, comenta, com ar de saudade da terrinha, o produtor de vídeo. 

Engenho

Filho de José Pereira da Costa e Maria Araújo Costa. O pai era dono de engenho de fazer cachaça, rapaduras e derivados da cana. Seu Zé Costa fabricava tudo isso e vendia seus produtos nos povoados e cidades do chamado Bico do Papagaio, montado em tropas de burros. “Ele foi dono de casa de farinha, agricultor e hoje é pecuarista e criador de gado em uma fazenda em Buriti”, informa Edinan. O casal Zé Costa e Maria Araújo teve origem na roça, mas soube criar com carinho, dedicação, responsabilidade e bons costumes os dez filhos dados por Deus. 

Estudos e TV Nativa

Criado na roça, o menino Edinan estudou até os 15 anos no distrito de Buriti e depois em 1984 foi para Imperatriz (MA), onde estudou até o ensino médio e aos 18 anos, em 1988, começou a trabalhar na TV Nativa, do empresário Raimundo Cabeludo, onde ficou até 1995. “Fui morar em Imperatriz por falta de estudos e oportunidade de empregos”, destacou. Seu talento por imagens de televisão começou a despertar na TV Nativa. 
A vida do garoto Edinan não foi fácil, mas o talento fez com ele conseguisse seguir por uma profissão que no futuro lhe traria muito sucesso. Inteligente e esperto e já sabendo o que queria da vida, logo cedo aprendeu a trabalhar como cinegrafista, pouco tempo depois era editor, e depois diretor de imagens e coordenador de produção. Não é para qualquer um essa subida nessa sequência de etapas profissionais em uma televisão. É só para quem tem talento e amor pelas imagens. E o próprio Edinan narra sua trajetória profissional: “Fui trabalhar na implantação da TV Nativa. À época, quase não tinha programação local nas TVs de Imperatriz. Montamos os equipamentos U-matic- formato de fita de vídeo analógico de gravaçãocassete - na época os mais modernos, e com pouco tempo já estávamos com a programação local no ar”, disse ele. 

Conor Farias

“O jornalista Conor Farias foi convidado para apresentar o programa Imperatriz 24 horas. Foi uma experiência única. O próprio Conor não tinha experiência com TV, mas era um grande comunicador do rádio. Com pouco tempo assumimos a parte de produção e operacional da televisão. Eu e um grande amigo, o Elivan, que na época éramos apelidados de Dupla Dinâmica. Trabalhávamos dia e noite, fizemos transmissão ao vivo de carnavais, entre outros trabalhos marcantes em Imperatriz. Foi uma vivência muito boa. Atualmente, o Elivan é diretor de produtora de filmes em Goiânia e está muito bem-sucedido. Eu tinha a TV Nativa como mãe, gostava de trabalhar, conhecia tudo: cabos, transmissores, torres, antena, fiz parte da equipe que trocou as antenas. Lembro dos amigos Nogueira Júnior, Elson Araújo, Arimatéia Júnior e Wagtonio Brandão entre outros. Foram momentos felizes. Mesmo após ter saído da TV Nativa, ainda mantive um relacionamento muito forte com a emissora e sempre que ia a Imperatriz fazia questão de visitar os amigos. Sempre que posso vou lá para visitar os velhos amigos”, afirmou Edinan. 

Parauapebas 

De Imperatriz, seguiu para Parauapebas (PA) em 1995, a convite de uma amiga, Alcineia Gomes, que à época, era repórter e apresentadora na TV Nativa. A ideia era ficar dois meses em Parauapebas para implantar um jornal, dar orientações para a equipe, pois já existia uma assessoria de comunicação social da prefeitura, mas Edinan acabou se apaixonando pela Capital do Minério e ficou na cidade, morou em uma república com o grande amigo João Filho, o popular “Pezão”, por quem tem uma grande admiração e respeito. “Trabalhei muito tempo na ASCOM. Foram dois anos com o prefeito Chico das Cortinas, mais oito anos com a prefeita Bel Mesquita, depois o prefeito Darci Lermen e fui ficando e estou aqui até hoje como empresário da área de produtora de vídeo”, relatou o empresário. 

Família

Em Parauapebas, ainda jovem, teve um filho, o Kallil com Raika Lopes, então repórter da TV Liberal. Após a separação e ter passado um período solteiro, Edinan conheceu sua atual esposa, Denize Heringer, com quem tem três filhos: João Gabriel, José Davi e Maria Liz. 

Raimundo Cabeludo 

“Tenho enorme respeito, admiração e gratidão pelo empresário Raimundo Cabeludo, diretor-presidente do Sistema Nativa de Comunicação. Foi ele que me deu oportunidade de entrar neste mundo de televisão quando eu era ainda bem jovem lá em Imperatriz. Fico muito grato por tudo que ele fez por mim. Depois de ter vindo conhecer Parauapebas, Cabeludo decidiu instalar a Rádio Arara Azul aqui há 14 anos. E foi muito interessante tudo isso e fiquei feliz em fazer parte do processo de implantação da Arara Azul em Parauapebas”, afirmou. 

HD Produções 

Com muito talento e experiência em edição de vídeo, Edinan Costa foi mais uma vez abençoado por Deus na sua trajetória no mundo das imagens. Enquanto trabalhava para a Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Parauapebas, já no ano de 1998, um garoto chamado Gilson Nunes, popularmente conhecido pelo o apelido de “Salgadinho”, pequeno no tamanho, mas grande quando se tratava de captação de imagens como cinegrafista, se destacava como estagiário do SBT, também na Capital do Minério. Por força do destino, Deus uniu os dois jovens: Salgadinho foi trabalhar como auxiliar de externa e de edição do Edinan na Ascom da Prefeitura de Parauapebas. Esta parceria prosseguiu até 2008, ao final da campanha eleitoral no município. Terminada a campanha, sem saber qual destino tomar na vida, os dois juntaram o útil ao agradável. Salgadinho tinha uma câmera e filmava (e filma) muito bem. Edinan tinha uma ilha de edição e editava (e edita) muito bem. Aí, para o sucesso empresarial foi um pulo. Os dois alugaram uma pequena sala na Rua 5, no Bairro Cidade Nova, no centro de Parauapebas, e começaram a realizar pequenos serviços na área de produção de vídeo. Graças ao caprichado trabalho dos dois jovens, tudo sendo feito com extrema qualidade, responsabilidade, dedicação, profissionalismo, pontualidade com os clientes, e, acima de tudo, humildade, as grandes empresas foram descobrindo uma talentosa empresa de vídeo chamada HD Produções, que da pequena sala na Rua 5 mudou-se em 2010 para uma sala mais ampla no primeiro andar de um prédio em frente à Praça Mahatma Gandhi, também no centro da cidade, já com uma equipe de profissionais competentes. De lá, em 2012, a empresa foi para Rua C, também no bairro Cidade Nova. 

Vale e prefeituras 

O talento e credibilidade dos dois já bem-sucedidos empresários da área de produção de vídeo fizeram com que a HD Produções atraísse não só grandes empresas, como a Vale, por exemplo, mas também prefeituras do sudeste do Pará, que não pararam de solicitar serviços à dupla Edinan e Salgadinho, a esta altura contando com o apoio dos melhores profissionais da área de vídeo em Parauapebas. 

Sede própria

Em 2020, os dois empresários realizaram um sonho. Concluíram a construção de um prédio próprio da HD Produções na Av. J, no bairro Jardim Canadá, com estúdios modernos e alta tecnologia em vídeo, consagrando-se como a melhor produtora de vídeo do sudeste do Pará e uma das melhores do estado. 

MPB 
Em Parauapebas, Edinan foi produtor local do Prêmio da Musica Popular Brasileira durante quatro anos consecutivos, sendo que um deles foi realizado em Marabá. O Prêmio foi iniciativa da mineradora Vale.

Shows 

Além de ter sido produtor de shows de MPB para a Vale, Edinan também promoveu eventos e muitos shows com bandas famosas: Calcinha Preta, Banda Calypso, Aviões do forró, KLB, entre outras. “Foi uma experiência incrível produzir e promover shows e eventos culturais. Aprendi muito”, destacou Edinan. 

Imperatriz e Parauapebas 

“Imperatriz e Parauapebas representam tudo para mim. São duas cidades que me deram oportunidade na vida e onde fiz grandes amizades e realizei meus sonhos. Hoje, tenho um excelente sócio e amigo, que é Salgadinho; uma família maravilhosa, muitos amigos e vivo muito feliz. Sou abençoado por Deus, a quem agradeço todo dia por tudo que ocorreu na minha vida”. 

Salgadinho 

“O Edinan para mim é um exemplo de homem. É um cara que me ajudou como pessoa e como profissional. Ele é mais que um sócio. O Edinan é um pai, um irmão, é tudo para mim. Eu deposito toda minha confiança nele sem medo de ser feliz. Com a paciência que ele tem, o Edinan é esse cara que todo mundo conhece e é querido por todos. Estou muito feliz e agradeço a Deus por ter colocado o Edinan no meu caminho”, afirmou o sócio e amigo Salgadinho. 

Por tudo isso, o vencedor Edinan Costa é o homenageado de hoje no Projeto Homenagem.
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...