MENU

23/03/2021 às 00h00min - Atualizada em 23/03/2021 às 00h00min

Fora da Pauta


 

Fake news

A Secretaria Municipal de Saúde, Semus, informa que não há atraso no salário dos médicos que atuam no Socorrão, Socorrinho e UPA São José. A nota que circula nas redes sociais alegando que estes profissionais estão sem receber desde setembro não é verdade. Ocorre que a empresa responsável pela prestação do serviço de clínica médica do Socorrão e UPA São José é a R Teles Medeiros, e não há nenhum problema com este contrato. Os processos de pagamento estão dentro do prazo legal. Quanto aos demais médicos especialistas, que atuam no Socorrão e Socorrinho, são concursados, ou seja, servidores do município, e estão recebendo terminantemente em dias. Já os pediatras que trabalham na UPA São José, são vinculados à empresa “Total Saúde Serviços Médicos Especializados Ltda”, contratada pelo município em janeiro de 2021. Portanto, também é inverídica a informação de atraso no pagamento desde setembro.

Cuida

Além de atuar na segurança do recebimento e distribuição de vacinas contra o Covid-19, o 3° BPM em apoio às pessoas acometidas pelo vírus desenvolveu o projeto social Som de Quem Cuida. O projeto que tem como objetivo levar um pouco de alento e alegria aos pacientes internados e aos seus familiares, fez visitas aos hospitais Macrorregional Dra. Ruth Noleto, Hospital de Campanha de Imperatriz e Hospital Materno Infantil.

Devocional

O devocional ficou por conta do Grupo de Operações Especiais do 3° BPM, que através do Sgt. Macedo fez orações que interceder pelos pacientes que estão internados, e os policiais da equipe do levaram música para os corredores dos respectivos hospitais.

Água

Mais um poço entregue na Região Tocantina com recursos de emenda do deputado Rildo Amaral. A falta de abastecimento de água nos bairros Vila Vitória, Habitar Brasil e Maranhão do Sul em Imperatriz agora faz parte do passado. Um novo tempo para centenas de famílias. “Água é vida, água é dignidade para nosso povo”, pontuou.

Básica

Desde o começo da pandemia venho alertando sobre a necessidade de investimentos na atenção básica de saúde para combatermos o Coronavírus! Vejo a grande mídia e os governos falando de hospitais de campanha, de ventiladores mecânicos, de incubação e vacinas, entretanto não vejo discutirem o enfoque no adoecimento primário, no tratamento precoce para que os pacientes não complique com medidas muito menos custosas! Enquanto isso, nossos índices de infectados e de óbitos estão aumentando drasticamente! Tratar o doente salva; politizar a saúde e adotar somente medidas onerosas e com foco somente na atenção terciária faz o povo padecer! Que os nossos governantes tenham a consciência de que é preciso fazer o certo, que saibam que saúde não combina com política e que é preciso ter consciência de que a vida está acima de todo e qualquer interesse político! Cobrem dos seus governantes medidas emergenciais e primárias com competência e eficiência em saúde! Está dado o recado.

Lei

A LEI 13.987/20 de autoria do deputado federal Hildo Rocha garante a distribuição da merenda escolar aos alunos durante a pandemia. O ex-prefeito, Dr. Nelson Horácio  através da sua secretaria de educação, garantiu o cumprimento da lei dede de sua publicação até o fim de seu mandato.  A gestão de Porto Franco atual ignora a lei e vereadores aliados tentam tirar proveito político sugerindo ao prefeito o cumprimento da lei, brincam com a pandemia e zombam da fome do povo.

Seguir

Vejam só tudo para não seguir o que a gestão passada fez. Assim são os prefeitos, ou seja, o que o outro fez não farei, mesmo que isso prejudique a população. Puro egoísmo e vaidade. Não pensam nas crianças que não vão para a escola e não recebem a merenda em casa.


 
Link
WILLIAN MARINHO

WILLIAN MARINHO

WILLIAN MARINHO é colunista de política em O Progresso

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...