MENU

18/03/2021 às 00h00min - Atualizada em 18/03/2021 às 00h00min

Bastidores

  

Olha aí!

Estaria havendo uma “bronca” contra o vereador Alex Silva (PL) e amenizada por parte dos vereadores. Formadas as comissões internas, como vice-presidente da Câmara Alex Silva, possivelmente achando que tinha poderes para tudo, determinou a um funcionário alterar alguns nomes. O funcionário alegou que os vereadores tinham aprovado as comissões e não poderia modificá-las. Mas decidiu obedecer as ordens do vice-presidente. Agora a confusão tá formada e vereadores do bloco de oposição ameaçam denunciar Alex no Conselho de Ética, formado pelos vereadores Carlos Hermes (PCdoB), Aurélio Gomes (PT) e Ricardo Seidel (PSD), todos do grupo oposicionista.

E…

Quando aconteceu o problema, Alex Silva era o 2º vice-presidente da Mesa Diretora. O primeiro era Paulinho Lobão, que assumiu a Fundação Cultural de Imperatriz (FCI) e o cargo ficou vago. Nesta terça-feira, a Câmara realizou a eleição do 1º secretário e Alex foi eleito, sob protestos dos vereadores de oposição, devido o caso da mudança na composição das comissões. Agora é aguardar para ver o que vai dar com a prometida denúncia que será feita ao Conselho de Ética. O suplente, Francisco Messias, deve estar de olho…

Direitos políticos 

Conforme informação da Assessoria de Comunicação do STF, ontem o ministro Marco Aurélio decidiu levar para julgamento definitivo pelo Plenário a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 6678, ajuizada pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), contra dispositivos da Lei de Improbidade Administrativa, que prevê a perda de direitos políticos do agente público que praticar ato de improbidade. O PSB pretende que a incidência da suspensão dos direitos políticos prevista no inciso II do artigo 12 da lei se restrinja aos atos dolosos (intencionais) e que seja excluída a expressão “suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos” do inciso III. 

Argumento 

De acordo com argumentação do PSB, essa previsão é desproporcional, pois trata de forma semelhante os casos em que houve a intenção de cometer o ato de improbidade e os casos em que, por alguma razão, tenha havido mero atraso numa prestação de contas, por exemplo. A seu ver, a perda dos direitos políticos é uma “sanção excepcionalíssima”, somente autorizada nos casos de atos dolosos de improbidade administrativa que configurem lesão ao erário e enriquecimento ilícito.

Volta das coligações

A Câmara dos Deputados corre contra tempo para até outubro deixar pronta para a eleição do ano que vem mais uma reforma eleitoral. Uma comissão especial foi formada pela presidência para discutir o tema. Chama atenção a proposta da retomada das coligações proporcionais, extinta pela emenda constitucional 97/2017, e experienciada pela primeira vez nas eleições municipais do ano passado. Foi ruim para os partidos, sobretudo para os pequenos. É aguardar.

Compra de vacina

A passos de jabuti, a vacinação no Maranhão pode ser agilizada com a iniciativa do governador Flávio Dino (PCdoB), que ontem assinou termo para a compra direta de aproximadamente 4,5 milhões de doses da vacina Sputnik. Mas, a princípio, o governador vai esperar se o Ministério da Saúde assume a compra das vacinas e faça a distribuição para todo o Brasil. Entretanto, se o Governo Federal não se posicionar, aí o Maranhão finalizará a compra. Produzido na Rússia, o imunizante começaria a chegar no início de abril.
 

Enquanto...

A vacinação vai sendo feita com lentidão, o Brasil vem batendo recorde de mortes por Covid-19. Na terça-feira, o país teve o seu dia mais letal, com 2.798 novos óbitos. O maior número de mortes notificadas em um intervalo de 24 horas havia sido registrado em 10 de março, com 2.349 óbitos. 
Link
CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...