MENU

27/02/2021 às 00h00min - Atualizada em 27/02/2021 às 00h00min

LIBERDADE DE EXPRESSÃO...

 
... O que estamos assistindo foge do padrão e da conduta ética: - exprimindo posições nodoadas de censuras e com retaliações políticas; a miragem mostra e visualiza, que os interesses subalternos contrariados são aflorados e desrespeitosos.

O que a mídia comunicativa facilitada deste país estão fazendo, é coisa que deixa à nação perplexa, quanto à falta de obediência, de ombridade, acatamento e de que como trata às instituições sem o menor preito, referência, deveres e obrigações diligenciadas.

Pra isso, todas as leis que existem em um país, a Constituição é a mais importante delas. Com causas pétreas, que não pode ser alterada ao bel-prazer de parte interessado.

Exemplo quando a carta magna brasileira foi aprovada em 05 de outubro de 1988, deram-lhe o nome de Constituição Cidadã...como símbolo do fim do autoritarismo e a redemocratização do país.
No entanto, está sendo vilipendiada, desflorada, pelos próprios agentes aplicadores e julgadores dos direitos constitucionais. 

É a mesma coisa o cidadão está dentro de uma embarcação à deriva sem remo e/ou acessório que lhes der à condição de aportar num lugar determinado e seguro.

O cenário que o Brasil está passando é pior do que na República Velha, marcada por algumas práticas, como o voto de cabresto e a troca de favores.

Além, do mais, embutida de alguns preceitos, como a política do café com leite e a política dos governadores (como se tivesse, ainda, usufruindo das oligarquias estudais em conluio com o governo federal).

A presidência atual, no uso do exercício amplo, insiste no quebra-de-braço com os poderes interligados, para desmistificar, pelo menos; mas as resistências são inconstantes... a troca de delicadeza entre os atores politicamente desiguais e se chocam na contextualização.

Se os defenestrados de mandatos que atiram seus compromissos pela janela; entendesse, que toda essa celeuma e que o imbróglio com esse enredo truncado e confuso existente, é pela falta de uma profunda reforma PÓLITICA?... é o que eles não querem saber.

Essa contraposição, deseja e quer, fazer que o predominante perda o ânimo, as forças de comando; enfraquecer: para exacerbar-se mais ainda do recrudescimento do passado nefasto com o erário público.

Querem continuar com a forma depravada do “toma lá dá cá, “amiúde com seus verdadeiros comparsas dos crimes organizados”.

Como bem deixou dito há 72 anos de falecido, o escritor brasileiro Monteiro Lobato...

“No Brasil subtrai-se; somar, ninguém soma”.

Os hermeneutas das leis (Constituição Federativa) estão fazendo o lado oposto como “engabelação: interpretação persuasiva via colegiado e valendo-se da astúcia de poder... é o cenário demonstrado. 

Até breve, leitor!
 
Link
BANDEIRA NETO

BANDEIRA NETO

Nelson BANDEIRA NETO é cronista e funcionário do SESI-Serviço Social da Indústria

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...