MENU

11/02/2021 às 00h00min - Atualizada em 11/02/2021 às 00h00min

Coluna do Illya

 

A mosca azul

O que A Coluna escreveu há tempos começa a ser assumido por seus personagens. A secretária e primeira dama, Janaína Ramos admite, em nome de uma maior representação para Imperatriz na Assembléia Legislativa, que pode ser candidata. Prudente, ela afirmou que essa decisão não é dela e sim, do grupo político do qual faz parte, ou seja, Assis Ramos. Não é novidade para poucos ouvidos que o prefeito já tenha revelado seu desejo de vê-la ocupando uma vaga no Legislativo. “Dinâmica e competente” são dois termos entre outros que já usou como referência. Passada a campanha, o prefeito deixou público sua intenção de interagir com mulheres candidatas ou não, participativas na vida política e logo a seguir, fixou em Imperatriz e outras cidades, outdoor com sua foto e da esposa, desejando um Feliz Natal e um Próspero Ano, com a sugestiva frase: O futuro começa agora. Essas duas iniciativas, foram os passos iniciais, por assim dizer, a preparar o caminho. Por último, ao manifestar sua intenção em ser candidato a presidente da Associação dos Municípios da Região Tocantina e Sul -  AMIRTS, entidade que congrega prefeitos e tem certa dificuldade em se fazer representativa, Assis encontrou as condições mais que ideais para ser eleito em candidatura única. Por essa condição é que o presidente da Câmara, vereador Alberto Souza afirmou durante o lançamento com a presença do presidente da FAMEM, Erlânio Xavier, estar criando as condições para este outro projeto que é a eleição de Assis Ramos. “Com ele estaremos ampliando a nossa representatividade”, ressaltando a força e objetividade dos prefeitos destacou que “poderemos nos tornar os primeiros no que se refere ao fortalecimento da municipalismo da nossa região”. É do jogo político o interesse de Assis Ramos pela AMIRTS. Na presidência, em nome do institucional estarão abertas as portas em todos os municípios.

Ele diria

Estivesse vivo, o advogado e ex-vereador José Lamarck diria: “Menino besta, esse…”

Travessia

O presidente Jair Bolsonaro chega hoje ao Maranhão, na Base Aeroespacial de Alcântara. È bom a assessoria do senador Roberto Rocha (PSDB) que é membro da comitiva, ficar atenta para evitar o desconforto acontecido em Imperatriz, quando adversários filmaram e divulgaram nas redes sociais, como deboche, o senador em desabalada carreira atrás do presidente.
- Atravessar de São Luís para Alcântara a nado, não dá.

Mais um 

Vítima de complicações da Covid-19, faleceu no dia 08, aos 87 anos de idade e após 65 anos de vida política (se elegeu pela primeira vez, deputado estadual em 1955)  o senador José Maranhão. Foi deputado federal e governador da Paraíba onde se reelegeu (1998) após assumir o mandato com a morte (1995) do titular, Antonio Mariz. Eleito senador em 2006, concorreu e perdeu, mas voltou a assumir o governo (2009) com a cassação de Cássio Cunha Lima e perdeu a reeleição (2010). Depois de perder em 2012 a eleição para prefeito de João Pessoa (4º lugar) retornou ao Senado em  2014, onde permaneceu até o dia do juízo final.

Em Imperatriz   

Sem interagir com a classe política de nossa cidade, Zé Maranhão era pessoa conhecida no comércio local. Especialmente no Boi na Brasa onde almoçava (às vezes passando como um ilustre desconhecido) e nas boas casas do ramo do setor agropecuário onde se abastecia para atender as necessidades de suas terras localizada no Bico do Papagaio. 

Chororô

O Palmeiras que continua sem Mundial, entra em campo hoje na disputa pelo terceiro lugar. 

QuiáQuiáQuiá

Torcedor cavalino, diante da triste situação do Botafogo cujo infortúnio pode chegar ao ponto de apagar a Estrela Solitária, saiu-se com essa ao afirmar que nem tudo está mal para o Cavalo de Aço. “… Por exemplo, nunca fomos rebaixado para a Série B”. 
- Em tempo: Rebaixado pela terceira vez, o Botafogo já pode pedir música no Fantástico.

Não e não! Não é não!

Coisa mais idiota essa de querer mudar o nome do Maracanã para Rei Pelé. Primeiro porque seria uma daquelas leis que não vai pegar (o que garante a lei é o uso do costume), segundo, porque Estádio Mário Filho como é, é o nome mais adequado por sua história. Por fim, escrito na história do futebol, Pelé é um nome maior que qualquer (pretensa) homenagem. 

O poste e a cidadania

Empresa modelo, A Equatorial Energia aqui ou acolá é pega em algo que “foi mal”. Agora mesmo, o município de Imperatriz quer que ela retire um poste que atrapalha a passagem de pedestres na Avenida Dorgival Pinheiro de Souza entre as ruas Maranhão e Piauí. Há vários, como esse na cidade. A COLUNA dá sua contribuição à empresa antes que seja acionada, deveria retirar outro, que vejam só, está na calçada da Secretaria de Saúde.
Link
ILLYA NATHASJE

ILLYA NATHASJE

ILLYA Ulianov Buby NATHASJE é publicitário e Diretor Comercial de O PROGRESSO.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...