MENU

06/02/2021 às 00h00min - Atualizada em 06/02/2021 às 00h00min

Fora da Pauta


 
Carnaval em casa
O prefeito Assis Ramos abordou ontem a questão da manutenção do feriado de carnaval em Imperatriz, embora não tenha folia. “A questão não é dar ou deixar de dar os feriados ou pontos facultativos de 14, 15 e 16 de fevereiro. Não há nenhuma garantia de que pessoas deixem de se aglomerar em algum ponto da cidade, distante do olhar da fiscalização. O mais lógico, ao invés do prefeito proibir aquilo que é impossível de ser fiscalizado, é acreditar no bom senso de quem tem amor à própria vida e responsabilidade com os outros. Os feriados são do calendário; a vida é de Deus, mas cabe a cada um fazer a sua parte. Nós, na condição de autoridade, fazemos decreto e determinamos tudo aquilo que a ciência nos impõe como medida de segurança sanitária”.

Punição
“Se alguém for flagrado quebrando essas normas, vamos punir. Mas é impossível dominarmos cem por cento das situações. Gente, a vacina já existe, começou a chegar, vai ter pra todo mundo; é só uma questão de esperar cada um pela sua vez. Há dez meses estávamos na escuridão total, diante desse monstro e praticamente sem esperança; de lá para cá vimos muita gente adoecer e morrer, choramos perdas muito grandes. O perigo persiste, mas agora diante de uma boa perspectiva de em breve escaparmos de tudo isso”.

Imunes
“Vamos nos preservar e, para aqueles que acham que são jovens e se imaginam imunes, pensem nos outros; não façam com que levar a morte para dentro de suas próprias casas. Carnaval tem todo ano, a vida inteira. Vida, só tem uma. É pra ficar em casa, descansar e curtir a família”.

Comércio
É importante lembrar que o Sindicato do Comércio já baixou portaria confirmando o feriado para o comércio e que a segunda-feira de carnaval é dedicada aos comerciários, que terão folga neste dia.

Quantidades
Por conta do fim das coligações para as eleições proporcionais, as discussões em torno da quantidade de candidatos a deputado federal e a estadual que cada partido deverá contar já está no debate do dia, em especial a possíveis dificuldades que eles terão para a formação da chapa e lembrando que para 2022 será assim: número de candidatos por Partido, para Estadual até 63, e Federal até 27 candidatos. Um número grande e que terão que ser reservados 30 por cento do total para as mulheres. Nas últimas eleição o coeficiente foi de 113 mil para um partido eleger um deputado e ainda havia a coligação. Mais de quatro milhões de eleitores estão aptos a votar.


Imperatriz
A grande discussão que se faz é: Imperatriz vai eleger deputado federal? Há mais de duas eleições proporcionais que a cidade não elege um representante, o último foi Sebastião Madeira. A lista de candidatos pela cidade é extensa e que se estiverem em partidos com nomes bons de votos poderão acompanhar.

Lista
Hoje, são apontados como pré-candidatos Daniel Fiim (Podemos), Josivaldo JP (Podemos), Madeira (PSDB), Clayton Noleto (PCdoB), além de nomes que ainda buscam espaço maior para pleitear uma disputa com chances de se elegerem. Da região, Pastor José Cavalcante. Observe que seus partidos ainda não têm uma sustentação de candidatura e o PCdoB terá deputado com mandato na disputa, o que torna mais difícil para Clayton Noleto.

Estaduais
Por outro lado, atualmente com dois deputados estaduais, a cidade vai tentar manter as duas vagas e lutar para ampliar. São candidatos Rildo Amaral, Marco Aurélio, Mariana Carvalho, Janaina Ramos, Fábio Hernandez, Ricardo Seidel, Pastor Daniel Vieira, Fidelis Uchôa e Aluízio Mello. Será uma briga de foice e com grandes chances de ser eleita a primeira-dama Janaina Ramos, que continua trabalhando e fazendo politica.
Link
WILLIAN MARINHO

WILLIAN MARINHO

WILLIAN MARINHO é colunista de política em O Progresso

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...