MENU

21/01/2021 às 00h00min - Atualizada em 21/01/2021 às 00h00min

Linha De Fundo

 

AGENDA DE JOGOS


Campeonato Brasileiro Série A – 31ª rodada
19h00 – Flamengo x Palmeiras – Mané Garrincha
19h00 – Fortaleza x Santos – Castelão
19h00 – Goiás x Ceará – Haile Pinheiro (Serrinha)
21h00 – Corinthians x Sport – Neo Química Arena

Campeonato Brasileiro Série B – 36ª rodada
17h45 – Chapecoense x Ponte Preta – Arena Condá

Indecência
O que os auditores do TJD-MA fizeram no julgamento do recurso do Imperatriz contra o Moto, no caso da assinatura falsa no contrato do jogador Gleydisson, foi uma grande indecência. Uma palhaçada o que fizeram. Cartas marcadas. Tiveram a cara de pau de julgar como prescrito o recurso, se foram eles mesmos que não julgaram dentro do prazo. Uma palhaçada.

Recorrer
Mas se estão pensando que a prescrição votada, o Imperatriz está conformado, se enganaram. O presidente Wagner Ayres anunciou que enquanto houver um caminho a ser seguido para que os direitos do Imperatriz sejam respeitados, ele vai atrás. O recurso para o pleno do TJD-MA já está sendo preparado.

Moralizar
O presidente da FMF, Antonio Américo, está fazendo tudo ao contrário do que pregou, quando assumiu a entidade. Disse que moralizaria a entidade e os órgãos vinculados a ela passam por cima do que é certo e deixa o errado. Disse que não iria perpetuar-se no poder, e já está no terceiro mandato. Não que ele esteja fazendo um trabalho ruim diante da entidade, mas compactua com decisões erradas como essa do TJD-MA. Inclusive ele próprio, em entrevista à Mirante, em São Luís, antecipou o resultado, quando disse que o recurso do Imperatriz não daria em nada.

Só rindo mesmo
Um auditor do TJD-MA disse que quando eles ultrapassam a porta do auditório, esquecem o clube para quem torcem. Uns caras desses acham que a gente é besta em acreditar nisso. Fosse assim, o Moto tinha perdido o recurso para o Imperatriz, porque existem provas consistentes que a assinatura no contrato de Gleydisson é falso. O exame grafotécnico feito comprova isso.

Motivo
O motivo da falsificação no contrato de Glaydisson foi porque o prazo de inscrição do jogador estava vencendo e ele ainda não tinha chegado a São Luís. Como a falta de caráter e moral no futebol profissional do Maranhão ainda campeia, colocaram alguém para assinar o contrato do jogador, achando que não seria descoberto. Vai que cola, né. Mas não colou e faltou sinceridade para o Moto ser punido.
 

CURTINHAS

O Sampaio venceu o Confiança, chegou a 51 pontos e voltou a ter chances de chegar à elite***Difícil mas não impossível***A Sedel fez parceria com a Funac e os internos que estão cumprindo regime sócio-educativa em todas as unidades de Imperatriz, irão participar das competições esse ano***Uma maneira encontrada para que a Secretaria possa contribuir com a ressocialização desses jovens***Ridícula essa decisão do TJD-MA e a comprovação que esse pessoal não tem compromisso com a verdade***Lá continua o mesmo balaio de gato, como sempre aconteceu***Não tem transparência nenhuma, infelizmente***Um problema sério em todos os clubes de futebol do Brasil, atraso de salários***E jogadores estão se recusando a treinar, como ocorreu com Cruzeiro, Botafogo e agora mais recente, a Chapecoense.
Link
DEMA DE OLIVEIRA

DEMA DE OLIVEIRA

DEMA DE OLIVEIRA é responsável pelas editorias de Polícia e Esportes

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...