MENU

19/12/2020 às 00h00min - Atualizada em 19/12/2020 às 00h00min

Coluna do Illya


Jefferson Portela e a recuperação espiritual
No ardor do bom combate aos hackers desenvolvido pela Operação Ostentação (segunda etapa) e que cumpriu quase 100 mandados entre prisões e busca e apreensão, o secretário de Segurança Pública Jefferson Portela, durante entrevista, mostrou os bons números conquistados pelo Maranhão contra o crime organizado. 100 por cento de assalto a bancos resolvidos, por exemplo é uma estatística que nenhum estado possui. A Coluna foi ao Calçadão de Imperatriz onde circula gente de vários perfis, com a entrevista gravada e a exibiu no celular para 20 pessoas, homens, mulheres, idosos ou não, e até para dois adolescentes (de 25 anos, em média). Tá com a bola cheia, o secretário. De antemão, não cabe à Coluna emitir opinião. Do ditado popular quem vem a seguir, a COLUNA não está afirmando que aprova ou desaprova, mas no conceito de que “bandido bom é bandido morto”, quando o secretário disse que “bandido que vier ao Maranhão, ou se entrega ou entra em recuperação espiritual”, todos os abordados, sem exceção, gostaram do termo.

Vamos continuar
A Coluna recebeu muitas críticas de “penduricalhos” aliados ao governo Flávio Dino por ter afirmado que ele foi o grande perdedor dessas eleições. Vamos continuar afirmando, grande derrotado sim, notadamente em Imperatriz e São Luís com seu consórcio de candidatos, onde o mais votado, Duarte Jr, jamais foi o preferido, pelo contrário, entre todos, era o primeiro… preterido.

Uma no Cravo …
Sabemos separar o joio do trigo e reconhecer, porém. Agora por exemplo o STF acaba de autorizar via liminar com base na Lei Federal 13.979/2020, o Maranhão a comprar e importar vacinas caso o Plano Nacional de Vacinação contra o coronavírus seja descumprido pelo Governo Federal. No resumo: a decisão diz que o Maranhão poderá adquirir vacinas já aprovadas pela Anvisa. Ou, se em 72 horas a Anvisa não expedir a autorização, o Estado poderá importar e distribuir vacinas aprovadas em outros países, segundo as normas contidas em lei.
A Corte deferiu nesta quinta-feira (17) o pedido de liminar do Maranhão. A autorização para a compra vale em caso de descumprimento do Plano ou se este não contemplar suficientemente e a tempo a cobertura necessária para a população.

… Outra na Ferradura
Outra decisão tomada pelo governo que significa um verdadeiro olhar para ao mais necessitados foi a sanção da lei que criou o auxílio emergencial para os catadores de resíduos sólidos. O valor que é de R$ 400 será válido enquanto durarem os efeitos da pandemia do coronavírus. Não à toa, o governador Flávio Dino afirmou que a medida tem alcance social já que é uma categoria profissional que precisa de um apoio especial pois há uma dificuldade sanitária para a retomada de grandes eventos, e isso faz com que centenas de trabalhadores e trabalhadoras não consigam retirar o sustento da sua atividade. Prosseguindo, FD lembrou que a atividade exerce verdadeira “proteção ao meio ambiente, visto que contribui para a reciclagem de resíduos sólidos”.

A lição que vem de dentro
Com o tema “A cidadania tem cor?”, um adolescente que cumpre medida socioeducativa no Centro Socioeducativo de Internação do Vinhais, unidade da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), foi premiado nesta quinta-feira anterior, dia 10, em 1º lugar no concurso de redação da Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH). O tema do concurso “Todas as Vidas Valem” é muito oportuno, nesses tempos em que recrudescem sobre todas as formas os atos de preconceito e foi criado em alusão à Campanha Nacional de 2020. É também uma forma de sensibilização e incidência para denunciar as várias formas de banalização das vidas, desnaturalizar as violações de direitos humanos e provocar a reflexão sobre o processo de dominação, numa perspectiva afirmativa dos direitos humanos como luta por um novo sentido da dignidade. A presidente da Funac, Sorimar Sabóia destacou que o resultado é reflexo do esforço do adolescente em querer construir uma nova história

Tijolo sobre tijola
A medida bem que merece ser adotada por outras empresas. Em Imperatriz, a Cerâmica João de Barro tem em seu quadro de colaboradores 6 apenados. Com a decisão de proporcionar trabalho e renda para quem na maioria das vezes é repudiado pela sociedade, a empresa vai assim, colocando tijolo sobre tijolo e dando sua parcela de contribuição para a construção da cidadania.

Carneiro no arrabalde
Respeitando os protocolos recomendados no combate ao novo coronavírus, a Confraria do Olímpio reabriu no sábado passado. Hoje, mantém a tradição: boa música e comida farta. Carneiro a La Fran, especialmente retirado do rebanho da Fazenda Peixe Gordo. Uma cortesia do gentleman Marcelo, que acaba de retornar de Belo Horizonte. Um detalhe é que sempre que volta das Alterosas, ele dobra o requinte de generosidade.
- Quem é da Confraria que se achegue. Convidados são bem-vindos! A máxima de (saudades eternas +) Olímpio Bandeira está eternizada e se mantém praticada pelo primeiro rebento, Nelson Bandeira. 
Link
ILLYA NATHASJE

ILLYA NATHASJE

ILLYA Ulianov Buby NATHASJE é publicitário e Diretor Comercial de O PROGRESSO.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...