MENU

08/12/2020 às 00h00min - Atualizada em 08/12/2020 às 00h00min

Bastidores


Vacinação
O Maranhão aguarda a definição de um cronograma elaborado pelo Ministério da Saúde para dar início à execução do plano de vacinação contra o coronavírus no estado. Ainda não há um prazo determinado. O secretário de Saúde do estado, Carlos Lula observou que “existe um plano nacional de imunização, que é algo relevante e importante para o SUS. E agora há dez grupos de trabalho envolvendo secretários estaduais e municipais de saúde e o próprio Ministério da Saúde para a gente conseguir elaborar um plano de imunização para a Covid-19”. O Ministério da Saúde ainda não definiu qual vacina vai ser adquirida. Existe um compromisso inicial com a AstraZeneca, mas o Brasil também pode comprar outro tipo vacina.  “A gente ainda não tem prazo para saber quando chega ao país e ao nosso estado, mas é certo que vai haver uma coordenação nacional por parte do Ministério da Saúde, para que faça isso de maneira igual por todo o país assim que chegar”, afirmou Carlos Lula. Serão quatro etapas iniciais de imunização. A primeira vai envolver trabalhadores da saúde, idosos de 75 anos ou mais, pessoas com mais de 60 anos que estejam em instituições de longa permanência, como asilos, e a população indígena. Na segunda fase, serão as pessoas de 60 a 74 anos. Na terceira, pessoas com comorbidades. Na quarta, professores e profissionais do sistema de segurança.

Suplente
Ontem, o prefeito reeleito Assis Ramos (DEM) recebeu no seu gabinete o ex-candidato a vereador Severiano Pombo, do Partido Republicanos. Ele obteve a expressiva votação de 1.336 votos, ficando na segunda suplência. Só no povoado Lagoa Verde foram 1.034 votos. O partido elegeu a vereadora Terezinha Soares. O primeiro suplente é Fidélis Uchoa.  

Olha aí!
Conversando ontem com um ex-candidato a vereador ele demonstrou estar “estarrecido” com o que viu na eleição, tanto por parte de candidatos como de eleitores. Com uma campanha apenas na base de propostas, ele disse que recebeu pedido de dinheiro até de eleitores do segmento de que fez parte, o que lhe causou decepção. O ex-candidato só gastou dinheiro com material de propaganda. Sem fazer acordo com “lideranças”, sem contratar cabos eleitorais e muito menos comprar votos, ele obteve mais de 200 votos.

Desempenho
Entre os 216 prefeitos eleitos no Maranhão, o Partido Democrático Trabalhista (PDT) conquistou o maior número de vagas. Foram 42 prefeitos eleitos, sendo 13 reeleitos e sete retornam às mesmas prefeituras ou para municípios diferentes. Na sequência, o Partido Liberal aparece em segundo lugar com mais prefeitos eleitos no estado. Foram 40, sendo sete reeleitos e dois retornando ao comando do Executivo.

Retaliação?
O jornalista Diego Emir, de São Luís, informa que “o deputado estadual Neto Evangelista (DEM) virou alvo de um processo aberto por meio da Secretaria de Transparência e Controle (STC) do governo Flávio Dino (PCdoB)”. Evangelista foi secretário de Estado do Desenvolvimento Social e agora as contas da pasta estão sendo auditadas, referentes aos anos de 2015 a 2018. Como se sabe, o deputado foi candidato a prefeito de São Luís no primeiro turno e no segundo apoiou Eduardo Braide (Podemos), contra o candidato do governo, Duarte Júnior (Republicanos). Essa queda de braço vai render…

Falecimento
Foi sepultada ontem em Montes Altos a advogada e pedagoga Luce Rocha. Nascida em Porto Franco, ela foi a primeira secretária de Educação do Município de Ribamar Fiquene. O prefeito Edilomar decretou luto oficial por três dias. A Câmara Municipal divulgou nota externando “um profundo sentimento de pesar” pelo falecimento de Luce, destacando que ela “deixa um legado de retidão e honradez”. Era filha de Liberato Rocha, irmão do ex-prefeito de Imperatriz, Urbano Rocha. Tinha 78 anos e deixa um filho e dois netos.
Link
CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...