MENU

05/12/2020 às 00h00min - Atualizada em 05/12/2020 às 00h00min

UFA! FINALMENTE!


Este enredo é proveniente de tantos progenitores de uma obra projetada há anos. Sempre principiada em períodos eleitorais, ou seja, a duplicação do trecho da BR 010, sentido Bananal - Lagoa Verde.

É como aquela velha história: você conhece algum local no qual nenhum empreendimento costuma ir pra frente? Aqui em Imperatriz tem várias razões pra isso (falta de estima).

Esse caso em tela é um deles. Muitos políticos que já foram e se dizem pai da criatura. Não vamos citar nomes em respeito a verdade ou a mentira.

Pelo jeito, estava parecendo que tinha “cabeça de jumento enterrada” naquele trecho compreendido da rotatória da Vale ao Riacho Cacau.

O atual governo da república está tendo uma postura administrativa muito importante. Não olhar pra trás e terminando as obras que começaram e não concluíram.

Ou seja, desencavou. Trazer à luz (o que estava esquecido). Até que enfim!

Anteriormente, gestões passadas fizeram o mais importante da construção, as duas pontes de concreto sobre o Riacho Cacau, dali a obra foi paralisada, cujos motivos fogem de nosso conhecimento.

Com a visita recente do atual ministro da Infraestrutura, o empreendimento foi novamente acionado e pelo movimento que está sendo constatado, logo em breve este trecho da duplicação vai ser inaugurado. Ufa! Finalmente!

Isto resolvido vai permitir que a população exerça seu direito de ir e vir; com o objetivo de proporcionar maior fluidez no tráfego para os perímetros urbanizados.

Se os governantes tivessem essa discrição de aprontar as obras que os outros deixaram de concluir, muita coisa melhoraria para o bom e usufruto da nação brasileira.

Vamos pressagiar que os nossos representantes tanto no âmbito federal e estadual, presenteiem a cidade, também, com um projeto para a construção do CAIS DO PORTO DE IMPERATRIZ, interligando do antigo curtume até proximidade do Riacho Cacau.

Imagina-se como seria super agradável ver uma obra dessa grandeza às margens do Rio Tocantins, como ponto turístico?

Esse pensar “grande” deveria ser a contrapartida dos representantes e governantes, votados eleitos, com a esperança de receber os benefícios que a cidade carece e merece.

(“”) Acreditar que é possível é motivo suficiente para não desistir.

Dando valor mais alto, a maior importância, usando os recursos disponíveis que a população possa ser beneficiada.

É o mínimo que os condutores de mandatos desta região podem fazer.

Desejo ao leitor um ótimo final de semana, cheio de possibilidades.
                               Tchau!
Link
BANDEIRA NETO

BANDEIRA NETO

Nelson BANDEIRA NETO é cronista e funcionário do SESI-Serviço Social da Indústria

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...